Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 23 de abril de 2019.
Dia Mundial do Livro. Dia Mundial do Escoteiro.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Edição impressa de 23/04/2019. Alterada em 23/04 às 03h00min

Frases e personagens

Paulo Guedes

Paulo Guedes


JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL/JC
"Temos de nos integrar às cadeias globais de produção. Nosso lema interno é sem recuo e sem rendição. Vamos abrir o Brasil para o comércio global devagarzinho, porque não queremos desmontar nada do que temos." Paulo Guedes, ministro da Economia.
"A previsão é reduzir a tarifa média dos importados dos 14% atuais a 4% no final do mandato, em linha com a média mundial. Parece pouco, mas envolverá mudanças profundas. No setor calçadista, a alíquota cairá 20 pontos, para 15%. Vamos abrir exponencialmente em vez de linearmente." Lucas Ferraz, secretário de Comércio Exterior.
"A base governista no Congresso simplesmente não existe, o que se traduz na dificuldade de o Planalto conseguir aprovar a PEC da reforma da Previdência, que, caso avance, prejudicará trabalhadoras e trabalhadores." Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara.
"As eleições foram atípicas: dois partidos nanicos, rompendo os demais, elegeram um presidente honesto, cristão e patriota. Não houve loteamento de ministérios, acertadamente. Disso tudo, não resultou uma base. Ela simplesmente não existe." Também Major Vitor Hugo.
"A apresentação hoje de um novo relatório da proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara poderá reabrir a discussão sobre o texto, o que poderia adiar a votação da matéria para além desta semana." Jandira Feghali (PCdoB-RJ), deputada federal.
"O sigilo determinado pelo governo sobre os estudos que embasam a reforma de Previdência deve cair quando a Comissão Especial da Câmara começar a debater o tema. A previsão é que a Comissão seja formada em 7 de maio." Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados.
"A liberdade de expressão não deve servir à alimentação do ódio, da intolerância, da desinformação. Essas situações representam a utilização abusiva desse direito, o da liberdade de expressão." Dias Toffoli, presidente do STF.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia