Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de janeiro de 2020.
Dia de Reis.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 06/01/2020.
Alterada em 06/01 às 03h00min
COMENTAR | CORRIGIR

Nova Petrópolis comemora assinatura de protocolo

Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima

Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima


/Marcelo Moura/Comunicação PMNP/Divulgação JC
O governo do Estado, por meio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), assinou protocolo de intenções com municípios que têm interesse em avançar nas Parcerias Público-Privadas (PPPs) de saneamento básico no Estado. Nova Petrópolis esteve representada pelo secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima, no ato de assinatura, em 26 de dezembro de 2019, no Palácio Piratini, em Porto Alegre.
O governo do Estado, por meio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), assinou protocolo de intenções com municípios que têm interesse em avançar nas Parcerias Público-Privadas (PPPs) de saneamento básico no Estado. Nova Petrópolis esteve representada pelo secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lucas da Costa de Lima, no ato de assinatura, em 26 de dezembro de 2019, no Palácio Piratini, em Porto Alegre.
Com a participação do governador Eduardo Leite, de secretários e de prefeitos, foi assinado o protocolo de intenções com 12 municípios interessados em participar de (PPPs) nos moldes da PPP da Corsan da Região Metropolitana. Outras seis prefeituras devem assinar nas próximas semanas, totalizando 18 cidades. Fazem parte do programa Bento Gonçalves, Cachoeira do Sul, Canela, Carazinho, Carlos Barbosa, Estrela, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Gramado, Lajeado, Nova Petrópolis, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, São Francisco de Paula, Vacaria e Venâncio Aires.
De acordo com o secretário de Nova Petrópolis, a PPP da Corsan irá mudar a realidade do saneamento básico do Rio Grande do Sul. "É uma necessidade para garantir qualidade de vida à população. Nova Petrópolis quer avançar ainda mais neste sentido, por isso aderiu ao protocolo de intenções", diz.
Lima explica que a obra da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Nova Petrópolis, que teve início com a implantação da rede coletora em 2017, encontram-se 70% concluída em sua primeira fase. Segundo ele, após a conclusão da ETE, o sistema de esgotamento público vai beneficiar, aproximadamente, 3.500 moradores.
"A obra, que é uma parceria da Administração municipal com a Corsan, foi orçada em R$ 8 milhões de recursos provenientes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Deste total, R$ 5,6 milhões já foram repassados e investidos", informa.
Lima cita que a PPP dará celeridade a todo o processo e o que já tem concluído em Nova Petrópolis será incorporado às novas obras de esgotamento sanitário. O secretário comenta que a Corsan atende razoavelmente bem o abastecimento de água em Nova Petrópolis. Mas, nem de longe atende o que está previsto no Plano Municipal de Saneamento e Águas Pluviais, que, inclusive, está sendo revisado pelo município e levará em conta este fato novo da PPP.
"Os planos são audaciosos, mas, o bom andamento que estamos vendo na PPP da Corsan na Região Metropolitana nos mantêm otimistas para o satisfatório andamento deste programa também na Região das Hortênsias e Serra. Acreditamos que o impacto será muito positivo", acrescenta o secretário.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia