Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 25 de janeiro de 2020.
Aniversário da cidade de São Paulo. Aniversário dos Correios e Telégrafos.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 26/02/2019.
Alterada em 25/02 às 21h41min
COMENTAR | CORRIGIR

Vai Tetê, vem CT

Há um mês escrevi que uma alta proposta por Tetê seria uma bênção para o Grêmio. Recebi algumas contestações de torcedores, uma delas bem agressiva - "secador, ignorante" -, mas mantenho minha opinião, agora robustecida pela concretização do negócio. Ora, o time está bem montado, o grupo é bom e elogiável a ambição da diretoria - que também deve ser de todos os gremistas - de robustecer o patrimônio do clube. Claro que seria desejável ver Tetê com a camisa tricolor, admirar seu potencial em campo. Mas a transação pode significar o CT e mais tempo com Everton. Prefiro.
Há um mês escrevi que uma alta proposta por Tetê seria uma bênção para o Grêmio. Recebi algumas contestações de torcedores, uma delas bem agressiva - "secador, ignorante" -, mas mantenho minha opinião, agora robustecida pela concretização do negócio. Ora, o time está bem montado, o grupo é bom e elogiável a ambição da diretoria - que também deve ser de todos os gremistas - de robustecer o patrimônio do clube. Claro que seria desejável ver Tetê com a camisa tricolor, admirar seu potencial em campo. Mas a transação pode significar o CT e mais tempo com Everton. Prefiro.
Contagem regressiva
Oito dias para que a dupla finalmente estreie na Libertadores. Pelo que mostrou até agora, o Grêmio deixa sua torcida mais tranquila: defesa arrumada, volantes eficientes, um quarteto fantástico do meio para a frente, contando com o encaixe de Tardelli. O Rosario Central vive um péssimo ano, trocou o técnico, será um prato apetitoso ao time gremista. Já o Inter... Odair Hellmann terá de aproveitar muitíssimo bem os dias que lhe restam. Sorte que tanto faz Talleres ou Palestino, o Colorado dá conta. E com Nico López, Edenilson e depois Guerrero, pode crescer durante a competição.
Tudo está em seu lugar
Por mais que se torça pelos clubes menores, a dupla Grenal já assume os dois primeiros lugares do Gauchão, sem maiores riscos de deixá-los até a próxima fase. O campeonato fica sem graça, reduzido à rivalidade de sempre, ainda que em várias partidas tenhamos visto equipes de reservas em campo. A mim decepcionam principalmente Brasil e Juventude, festejo o clássico do Rio dos Sinos, cheio de gols e emoções, vencido pelo Aimoré - 4 a 2 sobre o Novo Hamburgo. E olho no Zequinha e no Caxias, fortes candidatos à classificação.
Copa América
O custo dos ingressos para a competição debocha do poder aquisitivo médio dos sul-americanos. Incluídos os brasileiros, dispostos a assistir aos jogos nas várias sedes. Faltam 107 dias para o Brasil estrear contra a Bolívia, no velho Morumbi. No dia seguinte, Venezuela e Peru jogam na Arena do Grêmio, que felizmente está na categoria que tem os tíquetes mais acessíveis: entre R$ 60,00 e R$ 100,00, também com venda de meias-entradas. O paradoxo é que o primeiro lote dos jogos do Brasil - e da final, obviamente indefinida - esgotou-se em horas, com preços até R$ 890,00.
Pitacos
  • Para quem como eu, desde que o novo recurso surgiu, decretou que futebol não existiria mais sem VAR, merece aplausos a decisão da CBF de implantar - e bancar - o sistema no Brasileirão.
  • A possibilidade de erro persiste com o VAR, mas fica muito reduzida.
  • Pela Copa do Brasil, Fabiano Heves resistiu o quanto pôde às quase 40 finalizações do Corinthians. Domingo, o ataque do Inter pouco o incomodou, mas de novo demonstrou ser um bom goleiro.
  • E quase pegou a bola de Sarrafiore - um gol mais festejado pelo que se espera de seu futuro do que pela modesta conclusão.
     
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia