Porto Alegre, sexta-feira, 20 de maio de 2022.
Porto Alegre,
sexta-feira, 20 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Começo de Conversa

- Publicada em 19/05/2022 às 21h12min.

De volta ao presente

REPRODUÇÃO/JC
Há 25 anos, eram estes eram os destaques da capa do Jornal do Comércio. Muita coisa está como hoje ou esteve até há pouco. Lula, chuva e estiagem, deficiências energéticas da CEEE, Lei Kandir, vacina. Uma certa repetição de fatos, personagens e problemas de 25 anos para cá.
Há 25 anos, eram estes eram os destaques da capa do Jornal do Comércio. Muita coisa está como hoje ou esteve até há pouco. Lula, chuva e estiagem, deficiências energéticas da CEEE, Lei Kandir, vacina. Uma certa repetição de fatos, personagens e problemas de 25 anos para cá.

O passado do marechal

Quer dizer, da rua Marechal Floriano Peixoto. Falar em atrações gastronômicas e vida noturna de Porto Alegre quase sempre remete à Rua da Praia, que nem abrigava tantos bares assim. Ao contrário, a Marechal teve muitos na gloriosa década de 1960, alguns que avançaram nos anos 1970. Começando por baixo, em frente ao Terminal Parobé, havia a Churrascaria América, que tinha a classificação BB - boa e barata. Passando a Otávio Rocha, à esquerda ficava o bar Jam, que chegou a ser bem famoso, mas sem muitos méritos, na minha opinião.

Ao lado sobressai o Restaurante Macrobiótico, o primeiro natureba de Porto Alegre. Era estranho observar as pessoas mastigando a porção por 32 ou 36 vezes, preceito dessa cultura de alimentação. Parecia a composição Bolero de Ravel, repetindo sempre a mesma frase musical. Como hoje, bares tinham tribos, boa parte universitários ou jovens começando carreira, geralmente vindos do Interior. Eram relativamente poucos os nativos da Capital. Por isso, os seis jornais diários dedicavam bom espaço para fatos ocorridos "do lado de fora".

Na quadra entre a Rua da Praia e General Vitorino mais uma churrascaria, a Zimmer, cujo dono foi proprietário de uma casa famosa na rua Riachuelo, a Churrasquita. Passando a Riachuelo à esquerda, a danceteria onde se dançava de rosto colado no maior respeito (visível), quase salão de baile Gato Preto, casa inocente onde garotas solitárias e tímidas eram tiradas para dançar por rapazes também solitários e tímidos. Em frente ao hoje supermercado Zaffari, o Bar Galarim, um point de jornalistas e magistrados. O dono já tinha um bar no nome: Barcelino Becker. Depois que vendeu, comprou um barco de pesca. Do bar para o mar.

Logo depois da Riachuelo, o Banco da Província abriu, em 1966, a primeira agência bancária só para mulheres. Ao lado, ficava o Montanhês, do português Álvaro Monteiro, bar-restaurante onde se bebia scotch livre de falsificações. Quase na esquina com Salgado Filho o Gilbert's era famoso, de propriedade de dois espanhóis. O garçom Luiz se esmerava em atender sozinho dois ambientes; o de cima, permitia amassos. Comidinhas: sanduíche aberto, salsichas Viena com pão ou aliche com pão preto. Mais perto da Duque de Caxias, o Adelaide's Bar, reduto da boemia, MPB, chorinho, música da velha guarda, que merece uma historinha à parte. Noel Rosa não precisava de cartão de visita para se apresentar. Defronte mais uma churrascaria do tipo bastantão, que teve vida breve e cujo nome passou batido. Para preservar a intimidade dos frequentadores, depois da porta havia um biombo de vime.

Assim foi, e dou fé.

Maré alta

Coordenador da campanha da senadora Simone Tebet (MDB) à presidência da República, Germano Rigotto (MDB) se diz entusiasmado com o encanto e admiração que ela desperta quando vem a público, e diz a que veio. Foi o caso da sua palestra e debate de três horas na Associação Comercial de São Paulo. Impressionou a quem a ouviu, garante o ex-governador. É a única que pode crescer.

Por falar em eleição

Nunca em eleições anteriores o eleitor esteve tão apático como neste ano. Mal terminavam as férias de verão e os candidatos já terçavam armas, e não apenas dois. Talvez seja esse o motivo da apatia.

Pré-candidatos aos montes

Por aqui, na disputa ao Palácio Piratini, teremos mais de uma dezena de candidatos. Pelo menos é o cenário atual. Matéria nesta edição.

Retribuição

Após mais de 10 anos de trabalho da EA Alumni, egressos da Escola de Administração da Ufrgs lançam o Fundo Amanhã, que promove a retribuição de ex-alunos à universidade. O trabalho do Fundo envolve a realização de projetos de impacto e conexão entre alunos, ex-alunos e empresas do mercado. Apresentação no dia 26 de maio na Associação Leopoldina Juvenil.

Mais um

Porto Alegre foi escolhida para ser o palco da primeira edição do On the Road CredPago, o maior evento itinerante nacional do setor imobiliário fora do eixo Rio-São Paulo, realizado pela startup CredPago. Dia 1º de junho, às 8h, na Fiergs.

Expectativa de multidões

A previsão é de uma noite fria em Porto Alegre no sábado. Ainda assim, multidões devem participar da Noite dos Museus. A atividade caiu no gosto. Na última edição, antes da pandemia, arrastou um público enorme a centros culturais. Além das exposições, shows animam a noite. E ainda dá para caminhar pelo Centro em segurança por causa da multidão.

Fala o leitor

Do médico Fernando de Oliveira Souza: "O que me preocupa mais são as pesquisas 'encomendadas'. Costumávamos dizer na disciplina de Metodologia Científica que o estatístico prova o que ele quiser, seja mexendo na amostra ou no teste de análise, o que se convencionou chamar de 'maquiagem'".

Tão alegres que fomos

Lembram quando os estados brigavam a foice para sediar as grandes montadoras? Pois é, agora lutam para não perdê-las. A Ford está vendendo sua fábrica de Taubaté (SP) para uma construtora e a Caoa Chery vai fechar sua fábrica de Jacareí (SP) por três anos, com demissão de 485 funcionários.

Sai um gelado!

Cliente entra em uma delicatessen. Pede um chá, desses que vai infusão e dá duas xícaras. Pergunta pelos sabores. Só têm cítricos, 20 pilas. A atendente pergunta se é quente ou gelado. Ele agradece. Masoquismo tem hora.

Miúdas

PRIMEIRO frio a gente não esquece, mesmo que seja mixuruca.

NADA mais é barato, dizem. Só que há uma diferença entre nada mais é barato com preço escorchante.

VICTORIA Pinto Silva Jardim toma posse como presidente do IEE no dia 30 de maio/19h30min/Leopoldina Juvenil.

SOCIEDADE Espírita Casa do Evangelho na Ilha Grande dos Marinheiros pede cobertores, R$ 32 cada. Pelo Banco do Brasil, agência 1248-3 conta 6000-3.

PIJAMA, celulares e televisão em doses altas representam perigo de morte em vida.

AINDA não inventaram lanche melhor do que um sanduíche Farroupilha com pão crocante e uma taça de café.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO