Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 19 de junho de 2020.
Dia do Cinema Brasileiro.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 19 de junho de 2020.
Notícia da edição impressa de 19/06/2020.
Alterada em 18/06 às 22h02min
CORRIGIR

Eu, quadro

Flávio Del Mese

Flávio Del Mese


/Eliana Donatteli Del Mese/Divulgação/JC
Em suas andanças mundo afora, o globetrotter Flávio Del Mese observou alguns macetes simples que os órgãos de turismo adotam, que, no seu entender, poderiam ser copiados por aqui. Neste caso, foi em Boston, mas muitas cidades adotam essa técnica. Um pino central sustenta uma moldura móvel, em que o fotografado pode escolher o cenário que quiser para ser o quadro. As que existem aqui são fixas.
Em suas andanças mundo afora, o globetrotter Flávio Del Mese observou alguns macetes simples que os órgãos de turismo adotam, que, no seu entender, poderiam ser copiados por aqui. Neste caso, foi em Boston, mas muitas cidades adotam essa técnica. Um pino central sustenta uma moldura móvel, em que o fotografado pode escolher o cenário que quiser para ser o quadro. As que existem aqui são fixas.

Historinha de sexta

Para muitos, não existe lanche melhor do que o sanduíche farroupilha. A combinação de pão d'água bem quentinho, um bom presunto e um queijo idem aproxima-se da perfeição. Tal como o conhecemos, é invenção gaúcha criada e servida no Bar Farroupilha, na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Fernando Machado, Centro de Porto Alegre. Além dele, o estabelecimento do italiano José com seu sobrinho Carlinhos servia PF, à la minuta e aproximações.

Pois foi o Bar Farroupilha o cenário de um estranho acontecimento. Dois amigos libavam noite alta em mesa próximo à janela, praticando o tradicional halterocopismo. Já adernado em ângulo de 30 graus, um deles foi pegar um ar na calçada. Minutos depois, voltou com os olhos do tamanho de bolacha de chope.

- Tem um avião descendo a Borges. E de a pé - balbuciou.

O irmão em copo assumiu um ar severo.

- Ah é? Em vez de bichinho, agora tais vendo avião? Bebe menos, para com essas cachaça!

- Juro pela minha santa mãezinha que vi!

Ficaram nessa lenga-lenga vi não viste por um bom tempo. Depois de um certo tempo, o incrédulo foi à calçada para tirar a teima. Além de um sujeito urinando no poste da esquina, não se via nada, muito menos avião a pé. E assim, quase terminou uma longa amizade. Só que a história não terminou.

Realmente, nos anos 1970, um avião desmontado a bordo de um caminhão desceu a Borges rumo à Pedra Redonda, onde a fuselagem foi transformada em um restaurante chamado Restaurante do Avião, às vezes Boate do Avião.

Não era bichinho, afinal de contas. E estava mesmo de a pé na Borges.

Ufa. Mas que ufa?

Os tempos bicudos que vivemos fazem com que notícias catastróficas obedeçam à lei do copo meio cheio. Analistas chegaram à conclusão de que o PIB trimestral pode cair mais para perto dos 10% do que dos 15%. Como em tudo na vida, há que se consolar com a máxima "poderia ser pior". Aliás, há algum consenso de que abril foi o fundo do poço.

As perdas de cada um

Tudo é relativo, não é mesmo Doctor Einstein? Entre abril e maio, os shopping centers perderam R$ 27 bilhões em relação ao ano passado. Pode ser um número impressionante, mas não consola um pequeno lojista, vendedor de pastel ou de cachorro-quente. Meia dúzia que ele deixa de vender já é uma tragédia.

Faroeste caboclo

Em todo filme de faroeste que se preze, sempre aparece um cartaz com o título wanted, o nosso Procura-se. No faroeste brasileiro, Fabrício Queiroz é capa de procura-se desde o ano passado. Agora, o xerife o prendeu. Se cantar como um passarinho, vai complicar a vida da família real: se não, fica tudo como antes no quartel dos Abrantes.

Metralhadora vertical

A saída de Abraham Weintraub do Ministério da Educação não deveria ser notícia tão impactante. O surpreendente foi o fato de ele ter entrado. A partir dali, começou a metralhar os próprios pés. A saída tinha que acontecer mais cedo ou mais tarde.

Efeito suspensivo I

O Tribunal de Justiça concedeu efeito suspensivo ao recurso do município de Porto Alegre contra decisão que suspendeu a votação de dois projetos de lei complementar do Executivo e determinou que não fossem pautados projetos não relacionados à Covid-19 para votação pelo sistema remoto.

Efeito suspensivo II

Os projetos tratam da suspensão temporária do pagamento da quota patronal da Previdência dos servidores e contratação temporária de pessoal para o Dmae. A Procuradoria-Geral do Município demonstrou relação entre os dois projetos de lei e a pandemia da Covid-19. Atua na ação o procurador Renato Ramalho.

Pedido atendido

A página publicou nota sobre o pedido da OAB-RS para que os escritórios de advocacia fossem liberados para abrir em Porto Alegre. O prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) concordou com o pleito. Operadores de direito precisam de um QG, respeitadas as óbvias exigências.

O juro faz de conta

A redução da taxa Selic pode ser uma boa notícia do ponto de vista filosófico, mas não reduz substancialmente a diferença dos juros do cartão. E se reduz a dívida interna brasileira, também reduz o ganho dos poucos caraminguás aplicados pelo povo nas aplicações em renda fixa. Reduz não, anula.

Comentários
Fernando Albrecht
Fernando Albrecht
Informações exclusivas em notas curtas, objetivas e bem-humoradas. Bastidores da política, observações econômicas, causos do cotidiano e um olhar diferenciado sobre a vida urbana estão na coluna Começo de Conversa.