Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 19 de julho de 2020.
Nelson Mandela Day.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 19 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 22/05/2020.
Alterada em 21/05 às 21h32min

Novo hospital na Capital

JEFFERSON BERNARDES/PMPA/JC
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), visitou as obras na área anexa ao Hospital Independência. Nesta unidade, serão instalados 62 leitos de média complexidade para atendimento da demanda do novo coronavírus - a obra é uma doação de Gerdau, Ipiranga e Zaffari, com a gestão do Hospital Moinhos de Vento.
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), visitou as obras na área anexa ao Hospital Independência. Nesta unidade, serão instalados 62 leitos de média complexidade para atendimento da demanda do novo coronavírus - a obra é uma doação de Gerdau, Ipiranga e Zaffari, com a gestão do Hospital Moinhos de Vento.

Um canhão chamado...

Quem viveu, mesmo jovem, a arrasadora campanha do grupo de comunicação Diários e Emissoras Associados contra Getúlio Vargas, a compara com a artilharia disparada em Jair Bolsonaro. A diferença é que os Associados de Assis Chateubriand, Chatô para os íntimos, contavam com uma emissora de TV, a Tupi, a primeira do País, cerca de 10 jornais, e outro tanto de rádios nas capitais e uma revista, O Cruzeiro.

...Assis Chateubriand

O Cruzeiro tirava 1 milhão de exemplares por semana, número impressionante até hoje, Em Porto Alegre, eram do grupo era o jornal Diário de Notícias e Rádio Farroupilha. Chateubriand era um caso à parte. Poderoso, implacável, benfeitor, vingativo, multifacetado, mudou o Brasil. Equipou todos os aeroclubes como o avião de treinamento Paulistinha. Era também do mal quando lhe convinha.

Cautela e caldo de galinha...

...não fazem mal a ninguém. Se o amável leitor optar pela cloroquina primeiro consulte seu médico. E verifique como está seu fígado. É ele que filtra tudo e é nele que o raio costuma cair. Aliás, deve ser de bom tamanho o número de pessoas que tem as famosas comorbidades e não sabe.

Questão de volume

Quando as execuções ordenadas por Josef Stálin na década de 1930 chegaram a a mais de 40 mil "inimigos do regime" da União Soviética, a diplomacia do Kremlln o alertou que a mortandade estava pegando mal entre simpatizantes ocidentais. O déspota deu de ombros.

Dez mortes são uma tragédia, 1 milhão é uma estatística.

As mortes pelo Covid que o digam.

Falsa impressão

É mais para a psicologia que para as estatísticas. É normal a tendência das pessoas que, à notícia de mortes pelo vírus, achem que elas contraíram a doença ontem. Na realidade, um número não sabido de infectados já tinha o vírus há mais tempo, lutaram semanas e até meses até o desenlace.

A bem da verdade

Sublinhe-se o que não foi sublinhado: o aumento de 1.178 novos casos no Estado em um dia é explicado pelo maior rigor da Secretaria da Saúde na coleta de notificações nos municípios. Como já mostrou a pesquisa da UFPel, para cada caso existem em torno de nove subnotificados.

Em queda livre

A pandemia de coronavírus fez o movimento despencar nos pedágios de acesso a Gramado. Somente em abril, o volume de veículos que passaram pelas praças de Três Coroas e Linha Araripe caiu 58,9%. De 361.566 veículos em abril de 2019 o movimento total foi para 148.606 veículos.No acumulado do ano, as duas praças registram queda de 20,8%.

Em compensação...

Dos 160 testes aplicados na população gramadense, apenas sete foram confirmados como sendo portadores do vírus.

Historinha de sexta

Nos anos 1970 era muito difícil encontrar uísque que não fosse falsificado. Bebia-se muito uísque ento. Até marcas nacionais de segunda linha era frios, na maioria. Foi nesse contexto que um empresário do ramo de bebidas que adorava um bom scotch e pegadinhas, convidou dois amigos para uma noitada de escocês na sua manso.

O motorista deste empresário era amigo de um dos dois convidados, e sem querer querendo contou que o patrão deixava os frios em um canto do longo bar e os quentes na outra extremidade. Ele só bebia os legítimos e deixava os falsificados para as visitas como bom espírito de porco que era. Como o patro era ruim como carne de cobra, o motora dispôs-se a trocá-los de lugar.

Na noite aprazada, sem saber da troca, serviu os legítimos aos amigos e bebeu as friagens que davam azia até em frasco de bicarbonato. No final da noite, despediu-se às gargalhadas, coroando a pegadinha.

Garanto que vocês terão uma ressaca monumental, ah se vão!

Adivinhem quem acordou com uma ressaca monumental.

Live gratuita...

Live gratuita sobre como vender mais pelo WhatsApp é uma oportunidade para empresários gaúchos neste momento de retomada dos negócios. O conteúdo será transmitido pelo Facebook da CDL Porto Alegre, nesta sexta-feira, às 15h.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Fernando Albrecht
Fernando Albrecht
Informações exclusivas em notas curtas, objetivas e bem-humoradas. Bastidores da política, observações econômicas, causos do cotidiano e um olhar diferenciado sobre a vida urbana estão na coluna Começo de Conversa.