Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020.
Dia de São Valentim.

Jornal do Comércio

Notícia da edição impressa de 14/02/2020.
Alterada em 13/02 às 21h28min
COMENTAR | CORRIGIR

A Rainha da Noite

pg3 soprano mexicana Liliana del Conde e Maestro Linus Lerne - rafael cavallir

pg3 soprano mexicana Liliana del Conde e Maestro Linus Lerne - rafael cavallir


/RAFAEL CAVALLI/DIVULGAÇÃO/JC
Dedo na cara ao melhor estilo "você sabe com quem está falando?" deixou pasma a plateia que foi à abertura do VI Gramado in Concert na quarta-feira. A dona do dedo é a soprano mexicana Liliana del Conde, e o alvo foi o maestro Linus Lerner. Mas era jogada ensaiada, apenas uma introdução bem-humorada, simulando uma briga para entrar no clima da ária da Rainha da Noite, da ópera A Flauta Mágica, de Mozart. E no concerto de encerramento, neste sábado, quem espeta quem?
Dedo na cara ao melhor estilo "você sabe com quem está falando?" deixou pasma a plateia que foi à abertura do VI Gramado in Concert na quarta-feira. A dona do dedo é a soprano mexicana Liliana del Conde, e o alvo foi o maestro Linus Lerner. Mas era jogada ensaiada, apenas uma introdução bem-humorada, simulando uma briga para entrar no clima da ária da Rainha da Noite, da ópera A Flauta Mágica, de Mozart. E no concerto de encerramento, neste sábado, quem espeta quem?
 

Vírus guasca

Uma virose danada está atacando cidadãos de bem e até do mal. Nada a ver com o coronavírus, até porque não dá febre alta. Em compensação, causa fortes dores no corpo e distúrbios gastrointestinais, a ponto do pesteado ter que usar o que os americanos chamam de "dois baldes". O pior é que ela parece que vai embora, mas volta, como no samba de Adoniran Barbosa.

Liquida mesmo

Em vez de ficar chorando, fomos à luta, disse o presidente da CDL, Irio Piva, ao apresentar o Liquida Porto Alegre 2020 no Salão Nobre da prefeitura. Com direito a discurso do prefeito Nelson Marchezan Júnior. A novidade é o acréscimo de 2,2 mil lojas em relação ao ano passado, 42% das lojas de 2019. Totalizando 5,2 mil estabelecimentos. Mais informações em matéria nesta edição.

IPO da Corsan

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) deve ficar para 2021. A questão não é falta de vontade do governo gaúcho, mas sim a legislação. O marco legal do saneamento ainda tramita no Congresso Nacional. Nesse meio tempo, o Piratini planeja outras PPPs para a Corsan, nos moldes da realizada na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Historinha de sexta

Anos 1970. Presidente de uma entidade empresarial de nomeada agendou reunião com um senador da República. Saiu do aeroporto e foi direto para o espaço dos visitantes do Senado Federal. Estava vazio, só ele ocupava uma das cadeiras, esperando que algum assessor o chamasse. Minutos depois, aparece uma mulher jovem e muito bonita, vestindo roupas caras. Olha ao redor e senta na cadeira bem ao lado do empresário. Ficam em silêncio por algum tempo. Quem o quebra é o empresário, intrigado com a jogada.

- Moça, me diga uma coisa. Há dezenas de cadeiras vagas e você vem sentar justo ao meu lado. Pode me dizer o motivo?

A bela garota fez o contorno das orelhas com os dedos bem juntos e jogou os belos e longos cabelos para trás; e, em seguida, sacudiu-os com a segurança de quem tem certeza do impacto que causa nos homens. Então fala.

- Vou explicar. Eu sou amante de um senador e vim aqui pegar minha mesada. Acontece que o meu benfeitor tem lá seus remorsos e às vezes me dá chá de banco, além de me pagar com perna de anão. Só que descobri depois que sua excelência é muito ciumenta.

Breve pausa.

- Então, quando ele fica sabendo pelo assessor que estou perto de outro homem, vem correndo rapidinho para entregar meu dinheirinho. Olha, lá vem ele, eu não falei?

De fato, o senador entrou e foi direto rumo à mulher, ignorou o visitante e entregou um envelope gordinho para a bela. Em seguida, virou as costas e foi para o gabinete. Ela abriu a bolsa, jogou o envelope dentro e saiu por onde entrou ostentando um sorriso de orelha a orelha. O empresário ficou sentado tentando processar o que viu e ouviu. Foi chamado em seguida.

Enquanto caminhava rumo ao seu compromisso, chegou à conclusão de que, assim como a natureza, a natureza humana é caprichosa.

A bolha assassina

O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, disse que a corrida de pessoas físicas para o mercado acionário devido aos juros baixos e até negativos, levando em conta a inflação, ainda não pode configurar uma bolha, mas corre o risco com o tempo. Para o pequeno poupador, a situação é o clássico se ficar o bicho come, se correr o bicho pega. Onde diabos ele vai botar seu suado dinheirinho?

Simpatia e informação

A César o que é de César. Os funcionários lotados no prédio da prefeitura nova são muito solícitos quando se pede alguma informação sobre os serviços e andares nos quais eles estão. Nada a ver com o estereótipo do funcionário público emburrado.

Miúdas

  • ANTES, o presidente Jair Bolsonaro tirava a tranca da verborreia complicando a si mesmo, com a ajuda dos filhos. Parou e, agora, teve recaída.
  • De tempos em tempos é o ministro Paulo Guedes que retira a tramela da porta da temeridade verbal. Deve ser uma virose.
  • EM outra frente, o czar da economia disse que taxa de câmbio mais alta era "bom para todo mundo".
  • BOLSONARO retrucou dizendo que, como cidadão, achava o dólar "um pouquinho alto". Durma-se com um barulho desses.
  • E DIZER que, no final dos anos 1990, a verdinha era cotada abaixo do real. Foi nessa época o início do festival de carros importados.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Fernando Albrecht
Fernando Albrecht
Informações exclusivas em notas curtas, objetivas e bem-humoradas. Bastidores da política, observações econômicas, causos do cotidiano e um olhar diferenciado sobre a vida urbana estão na coluna Começo de Conversa.