Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 16/05/2019. Alterada em 15/05 às 22h43min

O chapéu do vereador

LISIE BASTOS VENEGAS/DIVULGAÇÃO/JC
A colenda homenageou ontem, em sessão solene, os 71 anos da Declaração de Independência do Estado de Israel. A sessão contou com momentos de emoção e descontração. Na foto, o rabino Mendel Liberow (à esquerda), da Sinagoga Beit Luba Vitch, empresta seu chapéu - e que chapéu! - ao vereador Valter Nagelstein (MDB), membro da comunidade israelita da Capital. O rabino Guershon Kwasniewski (à direita) acompanhou a homenagem.

A falta que ela faz I

Dados do Banco Central divulgados pela PoupaBrasil, fintech de investimentos, reforçam a dificuldade do brasileiro na administração de seu dinheiro. Dos países da América do Sul, o Brasil (14,6%) aparece apenas à frente de Venezuela (13,1%) no ranking que mostra a relação entre a poupança e o PIB. Historicamente, sempre fomos mais gastadores do que poupadores e, por isso, precisamos de dinheiro de fora.

A falta que ela faz II

Pela frente, estão Equador (24,7%), Paraguai (22,6%), Peru (20,3%), Chile (19,5%), Colômbia (17,2%), Bolívia (16,9%), Argentina (15,4%) e Uruguai (15,2%). A antiga Caixa Econômica Estadual gaúcha tinha um slogans que diz tudo por si só: mão que economiza é mão que não pede. Vale para pessoas jurídicas e físicas. Interessante é que, nos anos 1970, a palavra de ordem dos governos era "Poupe". Hoje, é "Gaste".

Direito Agrário

A Farsul e a União Brasileira dos Agraristas Universitários (Ubau) realizam amanhã, a partir das 9h, o 1º Simpósio Gaúcho de Direito Agrário e Agronegócio. Objetiva fomentar o estudo do Direito Agrário, aproximando a sociedade acadêmica, produtores rurais, entidades de classe e demais interessados, por meio de palestras com temas relevantes à atividade agropecuária.

Caldo tóxico

Peixes apareceram mortos no Arroio Dilúvio. Nenhuma novidade. O que impressiona é que eles estavam vivos. O Dilúvio é o lixão tóxico de Porto Alegre. Também é de abismar que as garças que se alimentam na foz não sejam afetadas. Ou são e a gente não sabe. A natureza não reclama, ela se vinga.

Grandes negócios

Nos últimos meses, tem havido uma sucessão de negócios bilionários envolvendo empresários locais. Em um deles, teria havido a venda de um negócio em torno de R$ 1 bilhão para um banco. Ficou um percentual que foi vendido por outro tanto. E está em curso uma nova operação que pode botar muitas moscas na sopa dos cartões. Enquanto isso, o Estado...

Caiu

O pleno do Tribunal de Justiça julgou inconstitucional a lei do Legislativo porto-alegrense nº 12.304, que posterga o vencimento das contas de água e IPTU de servidores públicos municipais ativos, inativos e pensionistas que estejam recebendo salários parcelados. O TJ acolheu argumentos Procuradoria-Geral do Município de Porto Alegre.

Médicos cubanos

O jornal suíço Le Temps, de Zurich, publicou, na edição de ontem, uma matéria que abre com a pergunta "Os médicos cubanos foram tratados como escravos?". Uma queixa foi apresentada no Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia contra o Estado cubano, por "crimes contra a humanidade por atos de escravidão".

A fervura do sopão

O nervosismo bursátil e cambial é como um sopão, tem vários ingredientes, mas alguns vêm mais rapidamente à tona em caso de fervura. É o caso da reforma da Previdência. Os senhores das oscilações, às vezes esdrúxulas, às vezes racionais, temem que o governo Bolsonaro não tenha capacidade de ter uma maioria sólida no Congresso Nacional. Desta vez não é esdrúxula a reação. É racional.

Miúdas

  • PROTESTO pode ser bom para quem protesta, mas é uma desgraça para quem quer ir e vir.
  • SOBRE os camelôs na Rua da Praia, leitor tem proposta radical: a abertura da via para o trânsito em toda a sua extensão.
  • NOS anos 1970, uma autarquia chamada Sudesul fez extenso trabalho sobre o uso das lagoas dos Patos e Mirim. Tomou Doril.
  • anos, uma missão holandesa avaliou o uso das hidrovias gaúchas. Onde estão as conclusões?
  • CONCLUSÃO: o gaúcho detesta água que não seja do mar, mineral e para o chimarrão.
  • EM casa que não tem pão, todos brigam e ninguém tem razão. (Ditado popular)

Finais

  • A CAUSA É JUSTA, apoie a Casa de Apoio Madre Ana da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, que completa três anos no dia 20.
  • O MULTIFACETADO Luiz Coronel é o palestrante do MenuPOA que acontece dia 21, terça-feira, no Palácio do Comércio.
  • PASSAPORTE e RG diretamente nos Cartórios de Registro Civil serão discutidos pelos notários amanhã e sábado em Restinga Seca.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Antonio 16/05/2019 15h08min
Finalmente constatei o "porque" do piso de granito do calçadão da rua da praia estar solto, quebrado e afundado. Lugar de passagem dos carros fortes, transporte de valores. Impressionante andam entre o público e "escutei" o que causam no piso, parece o barulho de pedrinhas rolando. E o município pagando o conserto causados por empresas privadas. Está na hora de cobrar das BRINK'S responsáveis pelos danos.