Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de abril de 2019.
Dia da Mentira.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 01/04/2019. Alterada em 31/03 às 23h13min

Entre gorjeios e desenhos

-
FERNANDO ALBRECHT/ESPECIAL/JC
Desenhista, pintor, caricaturista e jardineiro. Esse é o leque de atividades exercidas por Carlos Roberto da Silva e Silva, 63 anos. Seu ponto é ao lado do prédio da Caixa Econômica Federal e defronte ao Shopping Rua da Praia. O lado mais curioso dele é a jardinagem. Ao longo dos anos, Silva e Silva aprendeu a lidar com botânica. É dele a criação e a manutenção deste belo espaço, tão cheio de verdes e cores que os passarinhos pousam e decolam com direito a chilrados despreocupados.

Como perfumar um partido I

Quando uma empresa se transfere para um novo endereço, muda-se o logo e toda a sua comunicação visual, de cartões de visita a material de expediente, e a clientela acha que os serviços prestados por ela também mudam para melhor. A expectativa é essa na cabeça das pessoas. Caso isso não aconteça, é pura perfumaria.

Como perfumar um partido II

Com os novos partidos que devem ser formados em breve para substituir os antigos com imagem gasta, dá-se o mesmo. O eleitor também espera que não seja apenas como uma plástica em rosto velho para dar sensação de um novo. É o que pode acontecer com fusões de siglas e ideias velhas e novas postas num liquidificador sem o molho do programa consistente.

Como perfumar um partido III

Agora, como mudar a política partidária para melhor quando a Câmara dos Deputados aprova a anistia das multas aplicadas pelo TSE na campanha do ano passado? Antes de culpar os governos, que se culpe os partidos, que, para começar, sequer fazem uma triagem decente dos candidatos a candidatos, não raro laranjas para uso prêt-à-porter?

Tarifa das lotações

O vereador Felipe Camozzato (Novo) protocolou projeto de lei que muda as regras de fixação do preço da passagem de lotação em Porto Alegre. Hoje, o valor é vinculado a aproximadamente 1,5 vez a tarifa de ônibus. Mesmo que os consórcios queiram baixar o preço, não podem - e eles querem. Pela proposta, a passagem de cada linha passará a ser definida pelos próprios transportadores ou pela entidade que os representa.

Por falar em proposta...

...quem deveria propor tarifas mais baixas deveria ser o poder público, não os permissionários. Tudo tão estranho.

Duas perdas

Faleceu, aos 93 anos, em Alegrete, o ex-presidente da Farsul Ary Faria Marimon. Exerceu o cargo por dois mandatos, entre 1985 e 1991. Outra perda foi a do ex-presidente da Certel (Teutônia) Egon Édio Hoerlle.

Funcionário do mês

Escolher o funcionário do mês é má ideia. Luiz Gaziri, consultor e professor de pós-graduação na PUC-PR, afirma que "toda estratégia que separa as pessoas em ganhadores e perdedores tem um final trágico. Na tentativa de reconhecer o trabalho dos favorecidos, as empresas esquecem que grande parte dos demais acaba desclassificada, o que pode gerar a pior performance nas vendas". É uma tese. Com a palavra, os doutos.

Espírito de Halloween

Na Chicago dos anos 1920 e 1920 a Cosa Nostra ameaçava os proprietários de empresas que não pagassem pedágio aos mafiosos. Hoje, não há mais violência explícita, mas não se vota mais em propostas dos governos caso não se distribuam cargos para as bancadas. Não é geral, claro. É o espírito do Halloween: gostosuras ou travessuras.

Miúdas

  • REI de Roma, Paulo Roberto Falcão estará no Tá na Mesa da Federasul nesta quarta-feira.
  • TRAPALHADA não é exclusividade nossa. Com o Brexit, os parlamentares britânicos já estão no pódio.
  • É NOVELA mais comprida que a duplicação das rodovias federais no Rio Grande do Sul.
  • PERGUNTA mais inútil do mundo é feita quando se questiona o dono de um restaurante sobre se a comida é boa. 

Finais

EMPRESA organizadora de eventos na serra gaúcha, Rossi & Zorzanello celebra hoje 31 anos de existência. SEMINÁRIO de Neurobusines (https://www.infinityneuro.com) será realizado dia 14/9h/Centro de Convenções da Fiergs. COOPERATIVA Languiru teve o maior faturamento bruto da sua história, R$ 1,3 bilhão.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Luis Antonio Martini Bernardes 01/04/2019 08h45min
Esta proposta do vereador Felipe Camozzato é a melhor de todas e única.Absurdo atrelar o preço das lotações as tarifas de ônibus.tarifa casada.Será que estes vereadores,prefeitura e o diabo não cairam na real que estamos em outros tempos?A era dos bondes acabou.Agora é a dos aplicativos.E bem mais barato,rápido e confortável.Tarifa de lotação a 6,.60 é pedir para os empresários desistirem das lotações.No fundo as ações do Brasil ainda é ou sempre foram de um país comunista.Nada é livre