Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 07/01/2019. Alterada em 06/01 às 21h54min

Prenda pioneira no MTG

LIVIAI ROSSA/ESPECIAL/JC
Pela primeira vez na história, uma mulher disputa a presidência do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). É a professora aposentada Elenir Dill Winck, que prega o protagonismo feminino no movimento. Com um discurso de "diálogo e conversa" diante de qualquer manifestação machista, Elenir pretende valorizar a base do MTG - são 1,7 mil entidades tradicionalistas no Rio Grande do Sul. Há representações por todo o Brasil e no exterior. Leia a íntegra da entrevista da repórter Lívia Rossa.

O brasileiro do ano novo I

Pesquisa do Instituto Ideia Big Data feita entre 17 e 20 de dezembro mostra um quadro já desenhado em outros trabalhos, o otimismo de 45% dos entrevistados para 2019. Outros 30% acreditam que o ano será melhor que 2018, enquanto 15% acham que será pior. Na política, 55% avaliam que o Brasil terá um ano melhor. Já em relação à vida pessoal, 70% encaram o novo ano com otimismo, contrastando com o clima deprê do ano passado.

O brasileiro do ano novo II

Em relação à economia, o otimismo do brasileiro é ainda maior: 66% dos entrevistados consideram que 2019 será melhor do que o ano anterior. E 42% dos ouvidos na pesquisa acreditam que o governo Jair Bolsonaro (PSL) será acima das expectativas, enquanto 25% acreditam que será dentro da meta e 33% têm visão negativa. O dado curioso é que esse último percentual foi praticamente igual à votação do petista Fernando Haddad no segundo turno da eleição.

Confeitaria Rocco

Um dos mais belos prédios de Porto Alegre, a antiga Confeitaria Rocco sofre com o mesmo problema de outros imóveis considerados de interesse histórico. A questão que desafia a todos é: quem vai pagar para restaurar e manter o majestoso edifício? Reportagem na página 21.

Empreendedor criminal...

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, prometeu endurecer a legislação penal. Hoje, é fácil delinquir no Brasil. Se a pena for inferior ou igual a quatro anos, escapa da prisão. Decreto presidencial de 2014 estabeleceu essa moleza, salvo exceções, feita para esvaziar os presídios.

...livre, leve e solto

Quando os criminosos chegam na DP - e se eles forem "sindicalizados", pertencentes a facções -, alguém já o espera para as devidas providências legais de soltura. Chega a ser quase inacreditável. Nessas circunstâncias, o povo que se exploda. Com Moro, tudo deve mudar.

Cobra que come o rabo

Durante 2018, houve uma aceleração nas mudanças, não só do comando das grandes redes de TV, mas também na saída de nomes consagrados há décadas. Olhando a floresta, é uma tendência. Bateu a fadiga dos metais nos formatos clássicos de programas de auditório, shows e novelas na TV aberta. Há uma diminuição alarmante de boas histórias. Ninguém ousa mais, só se faz o que se sabe que o telespectador quer ver.

A volta do grande feriadão

Muitas empresas aproveitam o período de Natal e Ano-Novo para dar férias coletivas a seus funcionários. Boa parte dos porto-alegrenses retomará as atividades hoje. Esta semana deve ter um movimento atípico, em função do vestibular da Ufrgs. Teremos a real dimensão do que será a cidade no verão a partir da semana que vem.

Amaciando a máquina

Costuma-se dizer que um novo governo leva, pelo menos, três meses para engrenar. Falso. Em 90 dias, ele ainda está em primeira marcha. Só no final do primeiro ano que ele sabe ir do quarto para o banheiro sem acender a luz. Começa mesmo no segundo ano, se consolida no terceiro e está afiado no quarto, justo na hora em que o café começa a esfriar.

Miúdas

  • PISADA na bola essa do Bolsonaro permitir falta escolar por motivos religiosos. Vai ser um festival de gazeta.
  • ALIÁS, o novo presidente precisa calibrar não só a sintonia fina como também a grossa com seus auxiliares.
  • BESTEIRAS postadas no Face cresceram exponencialmente. Deve ser alguma coisa que botaram nos panetones.
  • 2019 não começou no dia 1. O ano novo realmente começa hoje, mas ainda em slow motion.
  • NADA como começar a semana com redução considerável no número dos nervosinhos atrás do volante.
     

Finais

AGÊNCIA Global conquista a conta da Kildare, da Calçados Jacob, há 90 anos no mercado. TROCA do gramado na Arena do Grêmio, iniciada em 17 de dezembro, já foi finalizada. TCE-RS vai promover reuniões de trabalho com os novos secretários estaduais a partir de hoje. O objetivo é oferecer subsídios para auxiliar na gestão das pastas. Boa ideia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia