Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Edição impressa de 30/07/2018. Alterada em 29/07 às 23h03min

Marina e Simon

MARCELO G. RIBEIRO/JC
A candidata ao Planalto da Rede, Marina Silva, minimizou o fato de não ter alianças partidárias, recursos para a campanha e tempo de televisão. Falou em aliança com os 200 milhões de brasileiros e que, ao invés de bancadas de partidos no Congresso Nacional, espera contar com os melhores quadros nas diversas legendas. Para exemplificar, citou o ex-senador Pedro Simon (MDB), que assistiu sua palestra na Federasul na sexta-feira.

Conselheiro político

A presidenciável da Rede se referiu a Simon como seu "querido amigo e conselheiro político pessoal". A presidente da Federasul, Simone Leite, aproveitou e pediu que Marina venha mais seguido ao Estado. "Assim, poderemos ter a presença de Simon com mais frequência por aqui", brincou.

Oito segundos

Com parcos recursos, Marina contou que acorda às 4h para viajar em voos mais baratos e que, volta e meia, se hospeda em casa de amigos. No horário político na TV, terá uma só uma brecha, de oito segundos por dia, divididos em duas partes. "Terei tempo para dizer Marina de manhã e Silva de noite", provocou a candidata.

A única

Na entrevista que concedeu ao apresentador Amaury Jr., que foi ao ar na semana passada, na TV Band, a italiana Sophia Loren (83 anos) foi questionada sobre quem poderia ser a atriz que personalizasse a nova Sophia Loren. "Não sei, sou única." Para quem a conheceu nos verdes anos, era mesmo.

Tá na Mesa

Qualidade de vida é o tema do Tá na Mesa, da Federasul, desta quarta-feira. Os médicos Fernando Lucchese (cardiologista) e Gilberto Schwartsmann (oncologista), e a especialista em bem-viver Carla Lubisco debaterão o tema.

Inovações para o varejo

O evento Consumo & Tecnologia apresentará, em primeira mão, o resultado da pesquisa que analisa os hábitos de consumo de jovens de 18 a 35 anos e a sua relação com as novas tecnologias, além de debater grandes inovações para o varejo, apresentando cases de sucesso das empresas Panvel, Rappi, Senior e ESPM. O evento será no dia 15 de agosto na ESPM. Inscrições em bit.ly/ConsumoeTecnologia.

Lei da Migração

Na abertura do seminário Nova Lei de Migração, realizado na sexta-feira, Raffaele Di Cameli, secretário de Modernização Administrativa do Estado e conselheiro do BRDE, anunciou que o banco elabora um programa de apoio às políticas públicas que inclui empregabilidade e interiorização de migrantes e refugiados. A proposta ainda considera a possibilidade de redução das taxas de spread e das tarifas para financiamentos para empresas que empreguem migrantes e refugiados.

Hard Rock Hotel

O projeto do Hard Rock Hotel de Gramado é uma realização do consórcio empresarial formado pelos grupos Toctao, Planalto e Argon, que receberam a concessão de uso da bandeira internacional diretamente da marca Hard Rock. A iniciativa não conta com a participação da Venture (VCI), que desenvolve resorts da marca em outras cidades brasileiras.

Policial homenageado

Em reconhecimento à sua bravura, o PM à paisana que salvou um casal de um assalto no bairro Mont'Serrat há uma semana será homenageado pelo Instituto Cultural Floresta amanhã, às 9h, na Praça da Encol.

Maldade fiscal

Em matéria de carga tributária, o Brasil é especialista, mas bem distante da maldade narrada por Vitor Hugo no livro "Os Miseráveis". No século XIX, os franceses tinham que pagar impostos sobre portas e janelas da residência, obrigando as pessoas a terem casas úmidas e frias.

Miúdas

  • ENTRAR nas estatísticas significava ser assaltado. Agora, é quem tem pneu rasgado nos buracos de rua.
  • ALIÁS, as ruas de Porto Alegre são a imagem viva dos queijos suíços. Periga serem visíveis do espaço.
  • MUITOS candidatos que sonham em cair nos braços do povo podem é cair nos braços da Lava Jato.
  • ASSEMBLEIA Legislativa dá sinais de que vai terceirizar o setor de Fotografia da casa.
  • COMEÇA hoje o recesso escolar e termina no dia 3 de agosto. Como fica a compensação pelos dias de greve?
     
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia