Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 18 de novembro de 2020.
18/11/2020 - 12h11min.
Alterada em 18/11 às 12h11min

Empresa de mobilidade da Toyota oferece serviço de gestão de frotas corporativas

Após o lançamento da joint venture Kinto Brasil, em julho deste ano, a Toyota Financial Services Corporation (TFS) e o grupo Mitsui apresentam uma nova solução, focada em clientes corporativos, que promete trazer ganhos em eficiência operacional e economia financeira. Trata-se do Kinto One, serviço para empresas que desejam terceirizar sua frota de veículos com condições diferenciadas para as marcas Toyota e Lexus.
Após o lançamento da joint venture Kinto Brasil, em julho deste ano, a Toyota Financial Services Corporation (TFS) e o grupo Mitsui apresentam uma nova solução, focada em clientes corporativos, que promete trazer ganhos em eficiência operacional e economia financeira. Trata-se do Kinto One, serviço para empresas que desejam terceirizar sua frota de veículos com condições diferenciadas para as marcas Toyota e Lexus.
A companhia acredita no potencial dos serviços de mobilidade no País e prevê investir R$ 1,1 bilhão em aquisição de automóveis, em até cinco anos. “Queremos ser o parceiro ideal de negócios dos clientes, não importa se são pessoas físicas ou empresas, entregando de forma consistente experiências excepcionais de mobilidade”, afirma Masahiro Inoue, CEO da Kinto e Toyota para a América Latina e Caribe.
Segundo a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), entre 80% a 90% das empresas que utilizam veículos - comerciais leves, automóveis ou caminhões -, ainda contam com frotas próprias. A Kinto One pretende ser uma opção atraente para companhias de todos os portes que buscam redução de custos e querem otimizar ao máximo suas operações, já que frotas próprias podem custar de 20% a 30% mais do que as formadas por veículos alugados.
O serviço já está disponível em todo o País e inclui, além da locação, a parte de documentação, seguro (total ou contra terceiros), telemetria, controle de multas, manutenção preventiva e/ou corretiva, logística, troca de pneus, assistência e call center 24 horas, ferramentas e relatórios para gestão de frota e customização de veículos. Não há um número mínimo para contratação: é possível solicitar apenas um ou dois automóveis para uso da diretoria, por exemplo, ou então uma frota completa de veículos operacionais e até mesmo blindados.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!