Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 27 de outubro de 2020.
27/10/2020 - 12h20min.
Alterada em 27/10 às 12h20min

Ford apresenta a quarta geração de veículos autônomos de teste

Construído pela montadora em parceria com a Argo AI, sobre a plataforma do utilitário-esportivo Escape híbrido, o modelo traz vários avanços na tecnologia de sensores e computação. A Ford irá gradualmente integrar o SUV aos centros de teste que mantém nos Estados Unidos, junto com cerca de 100 Fusion híbridos.
Construído pela montadora em parceria com a Argo AI, sobre a plataforma do utilitário-esportivo Escape híbrido, o modelo traz vários avanços na tecnologia de sensores e computação. A Ford irá gradualmente integrar o SUV aos centros de teste que mantém nos Estados Unidos, junto com cerca de 100 Fusion híbridos.
Todos os componentes incorporados ao veículo de teste de nova geração têm como foco o lançamento comercial do serviço de autônomos da marca em 2022 – adiado em um ano devido à pandemia da Covid-19. Além de novos sensores e um sistema refinado de limpeza, seus avanços de engenharia incluem uma bateria com maior capacidade.
Um novo sistema “LiDAR” (sensor de luz que funciona semelhante a um radar) de longo alcance, com resolução maior e 128 feixes de detecção, ajuda a melhorar a visão 360 graus. O dispositivo é acompanhado por um novo conjunto de câmeras e outro LiDAR, este de curto alcance, voltado para a frente e as laterais do veículo, complementado por um segundo conjunto direcionado para a traseira.
Para alimentar todos esses sensores e os recursos de computação de última geração, a bateria de alta tensão do Escape Hybrid foi modificada com células adicionais e um sistema de refrigeração a líquido. Além de fornecer a energia necessária para o sistema autônomo, a bateria ajuda a reduzir o consumo de combustível.
Os engenheiros aprimoraram também o mecanismo de limpeza dos sensores, para mantê-los imunes à chuva, sujeira e insetos e garantir que o SUV autônomo “consiga ver” o ambiente ao seu redor. Novos jatos de ar, bicos de pulverização de água sob pressão e revestimentos hidrofóbicos para desobstruir a visão das lentes e sensores cumprem com a missão.
“Continuamos a construir, testar e fortalecer nossa estratégia de operação de frota junto com a Argo AI para disponibilizar um serviço de veículos autônomos seguro, confiável e acessível, criado para ser líder do setor no transporte de pessoas e mercadorias”, declara John Davis, engenheiro-chefe da divisão de carros autônomos da Ford.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!