Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 18 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 18 de julho de 2020.
06/07/2020 - 17h27min.
Alterada em 06/07 às 17h27min

GM reduz consumo de energia por veículo produzido na América do Sul

Certificação Energy Star é concedida pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos

Certificação Energy Star é concedida pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos


General Motors/Divulgação/JC
A General Motors conseguiu diminuir em 56% o gasto médio de energia por automóvel produzido em suas fábricas na América do Sul, entre 2003 e 2019. Com isso, é a única empresa do setor automotivo reconhecida com o prêmio “Energy Star Challenge for Industry” na região.
A General Motors conseguiu diminuir em 56% o gasto médio de energia por automóvel produzido em suas fábricas na América do Sul, entre 2003 e 2019. Com isso, é a única empresa do setor automotivo reconhecida com o prêmio “Energy Star Challenge for Industry” na região.
As plantas de São José dos Campos, no Brasil, e de Rosario, na Argentina foram as mais recentes a merecer a premiação, se juntando às instalações de Gravataí, São Caetano do Sul, Mogi das Cruzes (todas brasileiras) e Equador, que já a haviam recebido.
O Energy Star é um desafio organizado pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, que afere as métricas de consumo de energia e concede um selo de excelência às fábricas que conseguem reduzir seu gasto por unidade produzida em pelo menos 10% em até cinco anos. A operação de Rosario diminuiu seu consumo por unidade em 10,4% entre 2017 e 2019, enquanto a estamparia do complexo industrial de São José dos Campos baixou em 24,3% no mesmo período.
Entre as medidas adotadas que permitiram esses resultados, estão a otimização dos processos produtivos; a substituição de iluminação antiga por LED; a eliminação contínua de desperdícios de ar-comprimido; o desligamento dos equipamentos em horários não produtivos; a substituição de compressores e motores por máquinas mais eficientes e com variador de velocidade; e o treinamento dos funcionários para o uso eficiente da energia e combate aos desperdícios.
“O consumo por unidade produzida está entre os principais indicadores de eficiência energética na indústria automotiva. Ganhar o prêmio Energy Star Challenge Award na América do Sul, mais do que um orgulho, representa nosso comprometimento com um futuro com zero emissões”, comenta Glaucia Roveri, gerente de energia e utilidades da General Motors no continente sul-americano.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!