Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Notícia da edição impressa de 11/10/2019.
Alterada em 11/10 às 03h00min

Mercedes-Benz dá nova motorização ao CLA

Sedã compacto chega às concessionárias na nova versão CLA 250, custando R$ 219.900,00

Sedã compacto chega às concessionárias na nova versão CLA 250, custando R$ 219.900,00


MERCEDES-BENZ/DIVULGAÇÃO/JC
De quatro cilindros em linha e 2.0 litros, o propulsor gera 224 cv de potência e torque de 350 Nm, vindo associado à transmissão de dupla embreagem com sete velocidades. A nova versão do carro - CLA 250 - vem com rodas de liga-leve de 18 polegadas, faróis 100% LED e teto solar elétrico panorâmico.
De quatro cilindros em linha e 2.0 litros, o propulsor gera 224 cv de potência e torque de 350 Nm, vindo associado à transmissão de dupla embreagem com sete velocidades. A nova versão do carro - CLA 250 - vem com rodas de liga-leve de 18 polegadas, faróis 100% LED e teto solar elétrico panorâmico.
Para acentuar seu caráter jovial e esportivo, o modelo é equipado com o pacote "Night", que introduz elementos externos em preto brilhante, como friso dos para-choques dianteiros e traseiros, retrovisores e friso das janelas. No interior, o painel possui acabamento que imita fibra de carbono, além de duas telas de 10,2 polegadas cada, sendo a central sensível ao toque.
À exceção dos superesportivos da marca, o CLA 250 é o primeiro Mercedes-Benz a incorporar a tecnologia head-up display, que projeta informações relativas à condução no para-brisas. O automóvel passa a contar também com o novo sistema multimídia que pode ser acionado por controle vocal.
As assistências ao motorista estão presentes como funções do programa eletrônico de estabilidade (ESP). São elas o contraesterço em caso de saída de traseira; correção da direção em frenagens sobre superfícies com diferentes níveis de aderência; redução da influência da tração dianteira na direção; e compensação de ventos laterais. Há ainda o recurso de frenagem ativo, que, conforme a situação, pode minimizar as consequências de colisões traseiras com veículos lentos, parados ou estacionados à frente - e até mesmo com pedestres e ciclistas.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Vinicius Ferlauto
Vinicius Ferlauto
Acompanhe as informações do setor automotivo: lançamentos de veículos, inovações tecnológicas, investimentos industriais, ações de mercado, energias alternativas e o futuro da mobilidade. Tudo isso e mais em Automotor. Acelere comigo!