Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 01 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

artes cênicas

Edição impressa de 01/11/2019. Alterada em 01/11 às 03h00min

Espetáculo Censuradas segue em cartas na sala Álvaro Moreira

Peça explora diversidade de linguagens a partir de narrativas de gênero e sexualidade

Peça explora diversidade de linguagens a partir de narrativas de gênero e sexualidade


MAURÍCIO MACHADO/DIVULGAÇÃO/JC
O espetáculo Censuradas - SOS mulheres em Vênus ou travestis na porta do céu segue em cartaz até o dia 17 de novembro, na sala Álvaro Moreyra, no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues (Erico Veríssimo, 307), com apresentações às sextas-feiras, sábados e domingos, às 20h.
O espetáculo Censuradas - SOS mulheres em Vênus ou travestis na porta do céu segue em cartaz até o dia 17 de novembro, na sala Álvaro Moreyra, no Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues (Erico Veríssimo, 307), com apresentações às sextas-feiras, sábados e domingos, às 20h.
Produzida pelo coletivo Cria"Tures, com texto e direção de Pedro Delgado, a peça mostra os bastidores de um grupo teatral de comédia na noite de uma estreia que não acontece. Após presenciar o brutal assassinato de uma travesti, Lady Cherlet, dona do espaço, tem a rotina de seu empreendimento alterada. A partir da tragédia, o palco se transforma em outro território, onde o público acompanhará a trajetória da alma da travesti, em uma encenação que explora a diversidade das linguagens a partir de narrativas de gênero e sexualidade.
Os ingressos podem ser adquiridos no site EntreAtos, no valor de R$ 35,00 (inteira). Estudantes, classe artística e maiores de 60 anos pagam meia-entrada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia