Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 07 de março de 2019.
Dia do fuzileiro naval.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

Artes Visuais

Edição impressa de 07/03/2019. Alterada em 07/03 às 01h00min

Exposição denuncia "o machismo que mata" em Porto Alegre

Exposição de Graça Craidy alerta para a violência contra a mulher

Exposição de Graça Craidy alerta para a violência contra a mulher


/WANDERLEI OLIVEIRA/DIVULGAÇÃO/JC
O Centro cultural CEEE Erico Verissimo (Andradas, 1.223) inaugura hoje, às 19h, o trabalho Feminicidas - o machismo que mata. A mostra gratuita de Graça Craidy fica exposta no Foyer da sala O retrato até o dia 11 de maio.
A exposição é constituída de um grande políptico, com 12 telas, em que a artista retrata 12 homens de várias classes sociais e faixas etárias, portando armas no lugar do pênis. Desde 2014, Graça tem se aliado à conscientização sobre feminicídio em suas pinturas, criando várias séries com denúncias da violência contra a mulher e evidenciando, em seu trabalho, a dor e o horror provocado nas vítimas.
A jurista Maria Berenice Dias e a artista visual Clara Pechansky, duas importantes figuras do direito e das artes, assinam os textos de apresentação e avalizam o trabalho da artista gaúcha.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia