Porto Alegre, quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

LEITURA

Notícia da edição impressa de 01/10/2019. Alterada em 01/10 às 03h00min

Violência doméstica e transversalidade de gênero


REPRODUÇÃO/JC

A obra é uma adaptação da dissertação de mestrado de Ricardo Neto, defendida em 2010, em São Paulo. O livro reflete sobre as alterações na legislação nacional e na jurisprudência, demonstrando que o caminho inicialmente alertado pela dissertação original realmente era o que tenderia a ocorrer, em um sentido de minimização da discrepância de gênero, sem, no entanto, fugir de preceitos básicos normativos do Direito Penal. Na respectiva obra, o leitor encontrará doutrina, conteúdo amplo, didático e atualizado até 2019.

A obra é uma adaptação da dissertação de mestrado de Ricardo Neto, defendida em 2010, em São Paulo. O livro reflete sobre as alterações na legislação nacional e na jurisprudência, demonstrando que o caminho inicialmente alertado pela dissertação original realmente era o que tenderia a ocorrer, em um sentido de minimização da discrepância de gênero, sem, no entanto, fugir de preceitos básicos normativos do Direito Penal. Na respectiva obra, o leitor encontrará doutrina, conteúdo amplo, didático e atualizado até 2019.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
versão para folhear
versão para folhear
versão para folhear
versão para folhear
versão para folhear

EXPEDIENTE

Reportagens