Porto Alegre, segunda-feira, 05 de abril de 2021.
Dia dos Fabricantes de Materiais de Construção.
Porto Alegre,
segunda-feira, 05 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coluna

- Publicada em 10h14min, 05/04/2021.

Setor atacadista aposta em fim da pandemia para voltar a crescer

Zildo

Zildo


SINDIATACADISTAS/DIVULGAÇÃO/JC
O Comércio Atacadista gaúcho projeta o retorno do crescimento do setor a partir de setembro/outubro deste ano, quando imagina que o Coronavírus esteja sob relativo controle, diminuindo gradativamente seu impacto negativo sobre a atividade econômica, segundo avalia o presidente do Sindiatacadistas-RS, empresário Zildo De Marchi. Observa o dirigente que o Covid-19 teve diferentes reflexos nos resultados das empresas. As que atendem a demanda de produtos considerados essenciais, como alimentos, medicamentos e artigos de higiene pessoal vêm mantendo bom desempenho ao passo que as voltadas a segmentos de menor essencialidade tiveram suas atividades mais afetadas, para o que contribuiu, também, a determinação das autoridades relativas ao fechamento dos estabelecimentos comerciais. Para os próximos meses, a expectativa é de que possa haver um quadro mais positivo, à medida em que aumente a parcela da população vacinada, acrescenta.
O Comércio Atacadista gaúcho projeta o retorno do crescimento do setor a partir de setembro/outubro deste ano, quando imagina que o Coronavírus esteja sob relativo controle, diminuindo gradativamente seu impacto negativo sobre a atividade econômica, segundo avalia o presidente do Sindiatacadistas-RS, empresário Zildo De Marchi. Observa o dirigente que o Covid-19 teve diferentes reflexos nos resultados das empresas. As que atendem a demanda de produtos considerados essenciais, como alimentos, medicamentos e artigos de higiene pessoal vêm mantendo bom desempenho ao passo que as voltadas a segmentos de menor essencialidade tiveram suas atividades mais afetadas, para o que contribuiu, também, a determinação das autoridades relativas ao fechamento dos estabelecimentos comerciais. Para os próximos meses, a expectativa é de que possa haver um quadro mais positivo, à medida em que aumente a parcela da população vacinada, acrescenta.
Para o presidente do Sindicato, o comércio atacadista gaúcho enfrenta porém, dificuldades para competir referentes à sistemática tributária do RS em relação à aplicada em Santa Catarina, por exemplo, o que vem causando a evasão de empresas do ramo para outras regiões do País, que também estão melhor localizadas em relação ao grande centro de consumo do eixo Rio de Janeiro/São Paulo.
O dirigente faz questão de ressaltar que diante deste ambiente de negócios adverso, o Sindiatacadistas-RS vem promovendo uma série de ações que objetivam apoiar a competitividade das empresas associadas, fortalecendo a assistência prestada nas áreas tributária-fiscal, trabalhista e de gestão.
Com décadas de trajetória como líder empresarial da indústria e do comércio do RS, Zildo De Marchi também revela seu otimismo com o futuro do País, apesar das dificuldades presentes, em virtude das potencialidades de sua economia especialmente no agronegócio e riquezas naturais, dependendo da recuperação de divergências políticas que retardam o adequado aproveitamento destas potencialidades para a obtenção de uma melhor taxa de crescimento e de melhoria das condições de vida da população.
Informações sobre o Sindicato podem ser obtidas através do site www.sindiatacadistas.com.br
Comentários CORRIGIR TEXTO