Porto Alegre, quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 28 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 10h05min, 28/01/2021.

Unidades de serviço social e de aprendizagem do setor de transporte podem funcionar como locais de vacinação no RS

O sistema também oferece apoio para ajudar na vacinação em pontos de parada nas estrada para avançar na imunização dos trabalhadores

O sistema também oferece apoio para ajudar na vacinação em pontos de parada nas estrada para avançar na imunização dos trabalhadores


CCR VIASUL/DIVULGAÇÃO/JC
O presidente do Conselho Regional do SEST SENAT Rio Grande do Sul, Afrânio Kieling, encaminhou, nesta quarta-feira (27), um ofício ao governador Eduardo Leite, colocando a estrutura física do Sistema S do setor de transporte para ajudar na logística e na operacionalização dos planos nacional e estadual de vacinação contra a Covid-19 no Estado. As doze unidades operacionais do Serviço Social de Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) poderão ser utilizadas como locais de vacinação, sem custo para o poder público.
O presidente do Conselho Regional do SEST SENAT Rio Grande do Sul, Afrânio Kieling, encaminhou, nesta quarta-feira (27), um ofício ao governador Eduardo Leite, colocando a estrutura física do Sistema S do setor de transporte para ajudar na logística e na operacionalização dos planos nacional e estadual de vacinação contra a Covid-19 no Estado. As doze unidades operacionais do Serviço Social de Transporte (SEST) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) poderão ser utilizadas como locais de vacinação, sem custo para o poder público.
As unidades ficam nas cidades de Porto Alegre, Santa Maria, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Lajeado, Uruguaiana, Pelotas, Passo Fundo, Santa Rosa, Rio Grande, Ijuí e Carazinho. A iniciativa faz parte de uma grande rede de solidariedade do SEST SENAT nacional e, portanto, abrange outros estados brasileiros.
No documento, o SEST SENAT (nacional e gaúcho) também oferece apoio para a ajudar na vacinação em pontos de parada nas estradas, postos de combustíveis, terminais de cargas e passageiros, portos e aeroportos. Isto facilitaria a imunização dos trabalhadores do transporte que, conforme Informe Técnico divulgado pelo Ministério da Saúde no último dia 18, incluiu estes profissionais nos grupos prioritários da campanha nacional de vacinação.
Segundo Afrânio Kieling, que também é presidente da Federação de Empresas de Logística e Transporte de Cargas no Rio Grande do Sul (Fetransul), entidade que representa 13 sindicatos patronais e 13 mil transportadoras no RS, o SEST SENAT e a Fetransul cumprem, mais uma vez, o seu dever social. "Desde o início da pandemia, a Fetransul tem se colocado à disposição dos governos federal, estadual e municipais. Já colaboramos, por exemplo, com o transporte de milhares de materiais e equipamentos para hospitais e também de alimentos e cestas básicas. Tudo de forma voluntária, em grandes e inúmeros mutirões", lembra Kieling.
Agora, o SEST SENAT RS colocam todas as unidades operacionais do Estado à disposição, "caso o governador Eduardo Leite considere necessário". "Nossa estrutura está à disposição para ajudar. Temos um papel social. Não poderíamos nos omitir em um momento histórico, que é a imunização contra a Covid-19, para salvar vidas", complementou o dirigente.
Comentários CORRIGIR TEXTO