Porto Alegre, segunda-feira, 01 de fevereiro de 2021.
Dia do Publicitário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 01 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Entrevista

- Publicada em 03h00min, 01/02/2021.

Redução de custos passa por solução de entraves logísticos

Executivo destaca vantagens como maior produtividade a partir da adoção de processos digitais

Executivo destaca vantagens como maior produtividade a partir da adoção de processos digitais


/AgregaTech/divulgação/jc
Um dos principais objetivos de um diretor de logística é a redução de custos, ainda mais em um cenário inóspito como o que vivemos atualmente. "Redesenhar estratégias, economizar com processos logísticos e rever fornecedores é mais do que necessário, só que muitos gestores acabam encontrando pela frente um entrave algumas vezes desconhecido e silencioso", afirma Jarlon Nogueira, CEO da AgregaLog - transportadora digital.
Um dos principais objetivos de um diretor de logística é a redução de custos, ainda mais em um cenário inóspito como o que vivemos atualmente. "Redesenhar estratégias, economizar com processos logísticos e rever fornecedores é mais do que necessário, só que muitos gestores acabam encontrando pela frente um entrave algumas vezes desconhecido e silencioso", afirma Jarlon Nogueira, CEO da AgregaLog - transportadora digital.
JC Logística - O que o senhor considera o maior entrave para melhorar e reduzir custos nos processos logísticos?
Jarlon Nogueira - Em muitos casos, o entrave é o próprio time que compõe o departamento de logística. Isso porque muitas vezes ao consultar a equipe, principalmente sobre o que poderia ser melhorado, a resposta pode dizer que está tudo bem, que pouca coisa pode ser modificada. E quando perguntado sobre os atuais fornecedores logísticos, o trabalho é descrito como excelente ou à contento. Mas, se o gestor pede dados importantes como os valores gastos com fretes - seja para conferência ou abertura de uma nova concorrência - a resposta demora demais a chegar (isso quando é passada) ou as informações não parecem ser confiáveis.
Logística - E por que isso acontece?
Nogueira - Bom, nessa hora é preciso colocar o dedo na ferida e usar de sinceridade máxima, como o personagem Saraiva de Zorra Total. Um dos motivos é a equipe não estar ao seu lado e ter outros interesses a serem defendidos. O primeiro deles é, sem dúvidas, o receio de perder o trabalho. Ao expor dados que não são benéficos para a empresa o colaborador tem medo de ser dispensado por mal desempenho ou negligência - só que muitas vezes a 'culpa' nem é do time, mas sim um contrato que não foi bem negociado. Outro motivo, dessa vez bem delicado, é que infelizmente uma prática do mercado é de que alguns fornecedores 'recompensam' por fora alguns integrantes do time pela continuação do contrato. Então essas pessoas não terão nenhum interesse em tirar o parceiro para não perderem o incentivo. O comodismo também é algo a ser levado em conta. Para que mudar se a transportadora atual atende às expectativas?
Logística - Isso é real ou uma percepção?
Nogueira - Os exemplos mostrados acima são reais e, querendo ou não, só prejudicam o setor logístico da empresa. Imagine que um novo candidato a parceiro, uma transportadora digital, vá até a empresa e precise dos valores gastos para provar que o seu serviço é capaz de reduzir custos. Ao receber dados errados, 'puxados para baixo', a economia será bem menor e, como resultado, a parceria pode não sair. Quem perde, com certeza, é a própria empresa. E, caso seja descoberto que o erro foi proposital, o colaborador pode ser dispensado até por justa causa.
Logística - E o que pode ser feito para resolver essa situação?
Nogueira - Nessa hora que o diretor de logística precisa trazer todo o departamento para o seu lado. E a maneira mais fácil de fazer isso é usar a verdade como aliada. Explicar a realidade da empresa, a importância de enxugar os custos. E que o objetivo real não é demitir, mas sim trazer inovação, papel que uma transportadora digital cumpre muito melhor que uma tradicional.
Logística - Os benefícios serão com certeza maiores?
Nogueira - O ser humano acaba se acomodando e às vezes respondendo mal às transformações, só que os benefícios serão muito maiores do que manter o status quo. E como inovação faz parte do core desse tipo de empresa estão disponíveis plataformas em tempo real onde é possível ter uma visão completa da operação, desde a oferta e contratação do frete à entrega da carga. A utilização de processos digitais vai ajudar o dia a dia dos envolvidos, que terão muito mais facilidade para gerenciar as operações, mitigando riscos.
Logística - E o que os gestores devem fazer agora?
Nogueira - Os gestores não podem deixar que pessoas sejam o entrave para o crescimento. Ao trazê-las para o seu lado os processos serão, inclusive, mais transparentes. E quem vai ganhar, no final, é a própria empresa.
Comentários CORRIGIR TEXTO