Porto Alegre, sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
Dia Nacional da Televisão.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 18 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Negócios corporativos

- Publicada em 03h00min, 15/09/2020. Atualizada em 17h30min, 18/09/2020.

Gaúcha está entre empresas que mais praticam inovação

Investimentos são direcionados a áreas complementares, como logística e mobilidade das coisas

Investimentos são direcionados a áreas complementares, como logística e mobilidade das coisas


JEFFERSON BERNARDES/AGÊNCIA PREVIEW/JC
As Empresas Randon estão, pelo segundo ano seguido, na lista das 100 empresas brasileiras mais engajadas com inovação aberta do Brasil. A companhia gaúcha faz parte do ranking Top 100 Open Corps, que lista as empresas que mais se conectam a startups no País. Atualmente, mais de 40 startups estão conectadas a diversas áreas da companhia, desde serviços, backoffice e até projetos, produtos e serviços estratégicos.
As Empresas Randon estão, pelo segundo ano seguido, na lista das 100 empresas brasileiras mais engajadas com inovação aberta do Brasil. A companhia gaúcha faz parte do ranking Top 100 Open Corps, que lista as empresas que mais se conectam a startups no País. Atualmente, mais de 40 startups estão conectadas a diversas áreas da companhia, desde serviços, backoffice e até projetos, produtos e serviços estratégicos.
A companhia também conta com a Randon Ventures, unidade lançada em fevereiro deste ano para investir, coinvestir e acelerar startups. A empresa direciona os investimentos para segmentos complementares aos negócios da companhia como logística, serviços, seguros e mobilidade das coisas.
Até o momento, a Randon Ventures tem duas startups investidas: a TruckHelp, plataforma de soluções e serviços para caminhoneiros e transportadoras, que conta com ferramentas que conectam esse público com autopeças e oficinas mecânicas, e a Reboque.me, aplicativo que, por meio de uma plataforma digital, oferece serviços de assistência 24 horas on-demand para veículos.
Segundo levantamento da 100 Open Startups, plataforma que conecta startups a empresas, 1.635 companhias estabeleceram parcerias com startups em estágio inicial no último ano, com 12.436 negócios realizados. O número representa um crescimento de 20 vezes em cinco anos de dados apresentados pelo movimento. Em 2016, eram 82 empresas com algum tipo de parceria com startups. Neste ano, são 1.635 companhias com contratos firmados.
A atuação da Randon Ventures está focada, principalmente, em segmentos complementares aos negócios da empresa como logística, serviços, seguros e mobilidade das coisas. "A partir do trabalho em rede com startups, queremos ampliar os serviços e produtos oferecidos pela companhia e adquirir aprendizado para acelerar ainda mais a inovação organizacional na Randon", salienta o CEO das Empresas Randon, Daniel Randon. De acordo com o executivo, a expectativa é impulsionar até 12 startups no primeiro ano de atuação. "Sabemos que esse relacionamento resulta em ganhos mútuos, pois temos as competências de inovação da startup, com conceitos de agilidade e ideias disruptivas, aliada à solidez e à experiência de uma organização com 70 anos de presença nos mercados nacionais e internacionais", destaca o CEO.
Além disso, a Randon Ventures aposta no desenvolvimento das comunidades onde a empresa está inserida, contribuindo com capacitações, mentorias e apoio aos novos ecossistemas de inovação. Segundo Daniel Ely, diretor de Planejamento e RH, a Randon Ventures chega para integrar algo maior que está sendo construindo na Randon.
"Nos últimos anos, a Randon vem passando por um movimento intenso de transformação e de inovação em nossos negócios, nos nossos processos e na nossa cultura. Esta nova empresa vem para impulsionar ainda mais essas iniciativas disruptivas, necessárias para acompanhar as constantes mudanças do mundo", completa Ely, que a partir de abril assume a posição de CTO (Chief Transformation Officer), nova função apresentada recentemente pela companhia e que visa liderar o processo de transformação da organização.
O primeiro investimento feito pela Randon Ventures foi a TruckHelp, plataforma de soluções e serviços para caminhoneiros e transportadoras, que conta com ferramentas que conectam esse público com autopeças e oficinas mecânicas.
A startup responsável pela solução é paranaense e está há quatro anos no mercado. "Ficamos empolgados por encontrar uma startup tão conectada ao nosso negócio. Será uma parceria que trará benefícios exclusivos e relevantes para os caminhoneiros no Brasil", destaca Ely.

Companhia aumenta capacidade do laboratório estrutural do centro tecnológico para desenvolver produtos e soluções

Melhorias englobam softwares de controle, captação e tratamento de dados
Melhorias englobam softwares de controle, captação e tratamento de dados
/márcio campos/divulgação/jc
O Centro Tecnológico Randon (CTR) recebeu investimentos, ao longo dos últimos meses, para a ampliação do laboratório estrutural da unidade, possibilitando incrementar a capacidade instalada. Foram destinados cerca de R$ 3 milhões nessa ampliação, que permite ao CTR atender de forma mais ágil as demandas das Empresas Randon e de companhias parceiras. Entre outras melhorias, recebeu novos atuadores hidráulicos, centrais de compartilhamento e softwares para controle, captação e tratamento de dados.
"Os processos de durabilidade acelerada para avaliação de ciclo de vida de produtos têm ganhado representatividade no ramo da mobilidade, um direcionamento de engenharia que reflete a constante busca pela agilidade de lançamento das novas tecnologias. Todos estes movimentos resultaram na ampliação de capacidade e maior flexibilidade no atendimento às demandas técnicas", explica o Gerente de Inovação do CTR, Joel Boaretto.
Com o aumento da capacidade do laboratório estrutural, será possível atender novas demandas de setores como da indústria automotiva em geral, implementos rodoviários, veículos fora de estrada e da linha agrícola. O investimento é parte de um conjunto de iniciativas para consolidar o Centro Tecnológico Randon como um dos principais complexos para o desenvolvimento de produtos e soluções para indústria da mobilidade no País.
"Esse investimento se soma ao espaço Innovation Lab, que criamos para reforçar o trabalho de equipes multidisciplinares de inovação. Ainda neste ano, ampliaremos a estrutura do CTR com a inauguração de uma área para ensaios dinâmicos (VDA - vehicle dynamic area) com 53 mil m², juntamente com um pista de baixo atrito, destinadas ao desenvolvimento, testes e homologações de sistemas de freio e controle de estabilidade", adianta o diretor de Tecnologia e Inovação de Produto das Empresas Randon, César Augusto Ferreira.
Criado há 10 anos, o CTR é um centro destinado ao desenvolvimento de tecnologias, testes e validação de inovações. Localizado em Farroupilha, na Serra Gaúcha, em uma área de mais de 90 hectares, funciona como um hub de engenharias, potencializando o processo de criação do time técnico a partir dos recursos disponíveis.
O Centro Tecnológico Randon conta com 20 tipos de pistas, totalizando 15 quilômetros, onde são reproduzidos os mais diferentes pavimentos e irregularidades específicas para realização de testes nas mais variadas condições. Possui um prédio de 2.200 m², com áreas administrativas, de engenharias, salas de reuniões, laboratório estrutural, suporte eletrônico e um espaço técnico para preparação de veículos.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO