Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Edição impressa de 29/11/2019. Alterada em 29/11 às 03h00min

Startup desenvolve inteligência artificial para cobrir o gargalo de jornadas de caminhoneiros

A startup SleepBoll anuncia a implantação de 80 mil cabines para o descanso de motoristas em rodovias brasileiras nos próximos anos visando atender o mercado de logística de longa distância. De acordo com o CEO da empresa, Luciano Paixão, será investido R$ 1,5 bilhão pela iniciativa privada, "Incluindo em um segundo momento a demanda do setor de turismo, poderemos chegar a 500 mil unidades instaladas para abastecer também a necessidade de viajantes pelo Brasil", comenta.
A startup SleepBoll anuncia a implantação de 80 mil cabines para o descanso de motoristas em rodovias brasileiras nos próximos anos visando atender o mercado de logística de longa distância. De acordo com o CEO da empresa, Luciano Paixão, será investido R$ 1,5 bilhão pela iniciativa privada, "Incluindo em um segundo momento a demanda do setor de turismo, poderemos chegar a 500 mil unidades instaladas para abastecer também a necessidade de viajantes pelo Brasil", comenta.
Outro destaque é o atendimento médico e psicológico viabilizado por profissionais de medicina e da psicologia de tráfego na mesma estrutura, em convênio firmado com a Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego) e a Abrapsit (Associação Brasileira de Pasicologia do Tráfego). "Com isso pretendemos atuar de forma preventiva na saúde dos trabalhadores, reduzindo substancialmente o fator de fadiga e da saúde orgânica dos motoristas", completa.
As cabines de descanso da SleepBoll, ou pequenos dormitórios, ganham um algoritmo de inteligência artificial ligado à gestão do controle de revezamento de motoristas (hot seat) nos caminhões. O sistema considera fatores como jornadas intermediárias, embarque, desembarque, melhor rota, paradas obrigatórias, paradas do veículo para manutenção preventiva ou corretiva, jornada de trabalho, folgas do motorista com a família, férias, afastamentos do trabalhador, posicionamento das trocas, conectividade em tempo real com as gerenciadoras de riscos e seguradoras. A solução é disponível em "nuvem" para todas as empresas conveniadas no uso dos leitos.
Para desenvolver a tecnologia e implementar o projeto das cabines de descanso nas rodovias brasileiras, em pontos estratégicos como postos de combustíveis, aeroportos e pedágios, a startup formou uma aliança com as entidades de classe e empresas parceiras, a fim de juntas reivindicarem facilidades de financiamento via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e governo federal.
"Assim, fazer valer o que está previsto na Lei 13.103/2015, visando a abertura da linha de crédito com taxa de juros de longo prazo e carência, com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador)". Ainda na visão do CEO da SleepBoll, a associação de esforços ao sucesso do projeto deverá gerar 120 mil empregos diretos e indiretos, além de uma arrecadação de impostos na ordem de cinquenta bilhões de reais em um período de 10 anos.
"O setor logístico já contribuiu mais de 56 bilhões de reais desde a criação da Lei do Caminhoneiro em 2015. Hoje o Bndes fica com administração de 40% do fundo oriundo das contribuições de PIS da iniciativa privada", mostra Paixão.
leia mais notícias de Logística
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia