Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de janeiro de 2019.
Aniversário da cidade de São Paulo. Aniversário dos Correios e Telégrafos.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Edição impressa de 25/01/2019. Alterada em 25/01 às 01h00min

Porto Itapoá inicia 2019 com nova plataforma tecnológica

Estrutura catarinense tem como estratégia se tornar referência em logística na América do Sul

Estrutura catarinense tem como estratégia se tornar referência em logística na América do Sul


/PORTO ITAPOÁ/DIVULGAÇÃO/JC
No dia 1 de janeiro de 2019, o porto Itapoá colocou em funcionamento a plataforma tecnológica SAP S/4HANA, que leva maior agilidade, segurança e análises preditivas às atividades do sexto maior terminal de contêineres do Brasil. O embarcadouro prevê uma expansão na capacidade de recepção de cargas de 540 mil TEUs (Twenty Equivalent Units - contêiner de 20 pés), chegando a 1,2 milhão TEUs em 2020. O porto Itapoá tem como estratégias se tornar referência em logística marinha na América do Sul e a ampliar seus serviços para outros países do continente. A plataforma tecnológica SAP S/4HANA faz parte dos investimentos do porto em inovação, alicerçando seu plano de crescimento.
A adoção do SAP S/4HANA é pioneira em portos brasileiros e em empresas de Santa Catarina. A nova plataforma tem como principal foco auxiliar suas operações, garantindo a segurança das transações, assertividade na gestão e análises em tempo real, beneficiando o controle e a produtividade do terminal. Outro aspecto positivo é a integração de todos seus processos, conectando as atividades internas e externas de forma simples e rápida.
A curitibana Sproit Solutions, empresa especializada em estratégias de negócio e de tecnologia, foi a responsável pela implementação da ferramenta. Tal pioneirismo beneficia também a visibilidade do porto Itapoá junto ao mercado, pois a tecnologia SAP é referência mundial e reúne as melhores práticas em experiência do usuário. "Nesse sentido, o terminal não mede esforços para estar alinhado com as principais tendências mundiais em sistema de gestão", afirma o presidente do porto Itapoá, Cássio Schreiner.
O SAP S/4HANA atende as áreas de Operações, Manutenção, Suprimentos, Financeira, Contábil, Fiscal, Planejamento e RH. A Spro realizou também a integração da plataforma com o principal sistema especialista do porto Itapoá - utilizado pela empresa para o controle de movimentações de carga e descarga no terminal. "Consolidamos a estratégia na nova plataforma tecnológica da SAP, levando para o porto de Itapoá o conceito de Empresas Inteligentes, possibilitando a análise em tempo real, impulsionando a tomada de decisões além de simular impactos no negócio.", comemora o presidente executivo da Spro, Almir Meinerz.
Em sua finalidade, a ferramenta irá atender as áreas fiscal, planejamento, controladoria, finanças, patrimônio, manutenção, suprimento, almoxarifado e tecnologia de informação, com a Spro realizando a integração da plataforma com o principal sistema especialista do porto Itapoá, utilizado pela empresa para o controle de movimentações de carga e descarga dentro do terminal.
O porto Itapoá movimentou em 2018 cerca de 680 mil TEUs, um crescimento de 11% em relação ao movimento de 2017. A perspectiva para os próximos anos, com a ampliação da área física do Terminal de 150 mil m² para 250 mil m² em 2018, é que o espaço tenha capacidade para movimentar 1,2 milhões de TEUs. Esse patamar coloca o terminal do Norte catarinense entre as maiores capacidades estáticas de armazenamento de contêineres do Brasil.
leia mais notícias de Logística
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia