Porto Alegre, quarta-feira, 29 de dezembro de 2021.
Dia Internacional da Biodiversidade.
Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de dezembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Previdência

- Publicada em 29/12/2021 às 03h00min.

Prova de vida segue suspensa até março de 2022

A realização de prova de vida para os pensionistas e inativos está suspensa desde 2020

A realização de prova de vida para os pensionistas e inativos está suspensa desde 2020


MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL/JC

Os pensionistas, aposentados e militares inativos do Estado seguirão dispensados da prova de vida até o dia 31 de março de 2022, sem prejuízo dos seus benefícios.

Os pensionistas, aposentados e militares inativos do Estado seguirão dispensados da prova de vida até o dia 31 de março de 2022, sem prejuízo dos seus benefícios.

Diversos órgãos estão trabalhando em novas soluções para facilitar o processo a partir de abril e evitar que haja grande procura por atendimentos presenciais neste período em que ainda haverá restrições causadas pela pandemia.

A realização de prova de vida para os pensionistas e inativos vinculados ao Regime Próprio de Previdência Social do Estado do Rio Grande do Sul (RPPS/RS) já estava suspensa desde 2020 e foi novamente prorrogada até março de 2022, conforme alteração prevista na Instrução Normativa IPE Prev nº 17/21, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) em 21 de dezembro de 2021.

O Estado está desenvolvendo uma nova tecnologia para evitar a necessidade de prova de vida presencial no futuro. Ação conjunta que envolve Procergs, IPE-Prev, Secretaria da Fazenda e Planejamento, Orçamento e Gestão desenvolveu ferramenta para a realização de prova de vida por meio de reconhecimento facial, disponível no App Servidor RS.

A partir do dia 5 de janeiro, a realização de prova de vida por reconhecimento facial será uma opção para os pensionistas que aniversariam em janeiro e desejem testar essa nova modalidade. Nesse caso, o recadastramento é opcional, pois estará em fase de testes do sistema.

O pensionista que não optar por testar a prova de vida pelo APP Servidor nos meses de janeiro, fevereiro ou março seguirá com sua situação regular até final de março, não tendo, dessa forma, seu pagamento suspenso.

Para fazer a renovação da prova de vida por reconhecimento de biometria facial, é preciso ser pensionista e baixar o APP Servidor RS.

Um pré-requisito para o pensionista estar apto a realizar o recadastramento pelo APP Servidor RS é que seu benefício esteja ativo. A prova de vida está liberada para todos os graus de dependência, exceto para pensionista estudante. Também é preciso ter foto digital no Instituto-Geral de Perícias.

Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO