Porto Alegre, quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021.
Dia do Atleta Profissional.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Receita dá a receita

- Publicada em 03h00min, 10/02/2021.

Receita dá a receita

Pagamento do Simples Nacional é
adiado para 26 de fevereiro

Pagamento do Simples Nacional é
adiado para 26 de fevereiro

O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) decidiram por prorrogar excepcionalmente o prazo para o pagamento dos tributos apurados pelo Simples Nacional relativos ao período de apuração janeiro/2021. A data de vencimento, que originalmente seria 20/02/2021 passa a ser 26/02/2021. A decisão busca atender aqueles contribuintes que fizerem a opção pelo Simples Nacional até 29/01, para que possam regularizar suas pendências a tempo e terem a opção aprovada. Para essas empresas, as pendências relativas a débitos fiscais poderão ser regularizadas até o dia 15/02. Para optar pelo Simples Nacional, a lei exige que a empresa não possua débitos nas administrações tributárias federal, estadual e municipal. O CGSN verificou que a postergação do prazo de opção pelo Simples Nacional, definido para o último dia útil de janeiro, é um dispositivo expresso na LC no 123/2006, e não poderia ser alterado por este colegiado. A ciência do deferimento (aprovação) ou indeferimento (rejeição) da opção pelo Simples Nacional será realizada de forma eletrônica, por meio do Domicílio Tributário Eletrônico (DTE), no Portal do Simples Nacional, até o dia o 25/02/2021.

IRPF

No caso de empresa individual, prevista no art. 162, § 1o, do RIR/2018, dentre a qual enquadra-se o empresário individual conceituado no art. 966 do Código Civil, os rendimentos auferidos referentes a aluguel de imóvel próprio devem ser tributados na pessoa física, por meio do recolhimento mensal (carnê-leão), caso sejam pagos por pessoa física, ou retidos na fonte, caso pagos por pessoa jurídica, e declarados na DIRPF do ano-calendário correspondentes, já que não há equiparação à pessoa jurídica quanto a esses rendimentos.

Comentários CORRIGIR TEXTO