Porto Alegre, quarta-feira, 18 de março de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 18/03/2020. Alterada em 18/03 às 03h00min

Como um contador baratinho transforma investimento em despesa

José Maria Chapina Alcazar é sócio-presidente da Seteco Consultoria Contábil

José Maria Chapina Alcazar é sócio-presidente da Seteco Consultoria Contábil


Seteco Consultoria Contábil
José Maria Chapina Alcazar
Sócio-presidente da Seteco Consultoria Contábil
Sócio-presidente da Seteco Consultoria Contábil
"Você conhece um contador baratinho para me ajudar a abrir uma empresa?". Esta é uma pergunta frequente em grupos de empresários e empreendedores que sabem que precisam de um auxílio profissional para começar o seu negócio, mas que preferem não investir muito para realocar o capital em outra funcionalidade.
O que muitos não entendem é que encontrar um profissional de contabilidade de confiança, capaz de auxiliar no processo de abertura da empresa e depois na evolução do negócio faz parte do começo do sucesso de qualquer empreendimento.
Procurar um contador "mais em conta" que solucione questões rápidas e não ofereça serviços complementares parece um caminho mais fácil, mas certamente é o mais perigoso.
O famoso "barato pode sair caro" neste caso faz todo sentido, afinal pra que pagar mais impostos que o necessário se você pode ter uma equipe gabaritada capaz de gerir as contas do seu empreendimento pensando na melhor estratégia financeira?
É preciso perder o receio de investir em serviços de boa qualidade que garantam um relacionamento sadio com o Governo e a Receita Federal e, acima de tudo, dêem as melhores soluções para eventuais questões que podem implicar no futuro da empresa.
Por isso, contabilidade está longe de ser uma despesa e precisa ser urgentemente vista como um investimento imprescindível para o negócio. Assim como o médico está para a saúde e o engenheiro para a construção civil, o contador é importante para a sustentação do empreendedor.
Dar os primeiros passos para a constituição de uma empresa, sociedade ou investimento empresarial com o apoio de um contador possibilita que o empreendimento nasça com bases sólidas a partir dos múltiplos conhecimentos do profissional. Além de entender do seu segmento de atuação, o contador tem noções de direito comercial e civil e dá conta como ninguém do dia a dia empresarial.
Recentemente, o Brasil ultrapassou o número de 12 mil startups, segundo levantamento da Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Este modelo de negócio é um exemplo da importância de se ter uma estrutura contábil profissional e eficiente para a consolidação da empresa. Seus proprietários precisam estar atentos para não perder a startup para investidores e no cotidiano, estarem livres para focar no negócio e não se preocuparem com questões contábeis que incluem detalhes fiscais, tributários, trabalhistas, entre outros.
Um contador habilitado evita que o empresário arque com uma série de prejuízos no futuro, já que possui expertise para analisar detalhes importantes que vão desde licenças especiais para abertura do negócio à melhor opção tributária.
Investir em um bom contador não é somente contar com um especialista em tributos e balanços financeiros, mas sim com um profissional gabaritado para atuar no planejamento estratégico de empresas, capaz de levantar índices econômicos e financeiros decisivos para a tomada de decisão de seus clientes.
A valorização da profissão contábil se dá à medida que o governo simplifica processos burocráticos, mas mantém um número altíssimo de entregas obrigatórias para pequenos, médios e grandes negócios. Em um país com o histórico do Brasil em relação a regimes tributários e financeiros, o contador nunca deixará ter uma função vital para o desenvolvimento do cenário econômico.
Mas atenção! Antes de entregar a sua empresa nas mãos de um profissional verifique se ele é devidamente gabaritado, analise seus antecedentes, cheque se há processos civis ou comerciais em seu nome e, principalmente, se ele é habilitado pelo Conselho Regional de Contabilidade.
Sócio-presidente da Seteco Consultoria Contábil