Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Profissão

Edição impressa de 15/01/2020. Alterada em 15/01 às 03h00min

CNAI-PJ está disponível para inclusão de organizações contábeis

Desde 1 de janeiro de 2020, as organizações contábeis que oferecem serviços de auditoria independente e que se encontram regularmente registradas em Conselho Regional de Contabilidade (CRC) têm direito ao registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes de Pessoa Jurídica (CNAI-PJ). A Resolução CFC nº 1.575, de 8 de agosto de 2019, que cria o Cadastro, entrou em vigor no dia 27 de agosto de 2019, data da publicação no Diário Oficial da União (DOU), mas os efeitos desse ato normativo têm início a partir de janeiro de 2020, segundo informações do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).
Desde 1 de janeiro de 2020, as organizações contábeis que oferecem serviços de auditoria independente e que se encontram regularmente registradas em Conselho Regional de Contabilidade (CRC) têm direito ao registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes de Pessoa Jurídica (CNAI-PJ). A Resolução CFC nº 1.575, de 8 de agosto de 2019, que cria o Cadastro, entrou em vigor no dia 27 de agosto de 2019, data da publicação no Diário Oficial da União (DOU), mas os efeitos desse ato normativo têm início a partir de janeiro de 2020, segundo informações do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).
Um dos principais objetivos do CNAI-PJ é fortalecer a atividade de auditoria independente, por meio de mecanismos de controle e de reconhecimento da qualidade do serviço executado por firmas que praticam elevados padrões na área.
Quando a criação do Cadastro foi aprovada, o presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Zulmir Breda, afirmou que "o CNAI-PJ representa o cumprimento de um compromisso do CFC com as pequenas e médias firmas de auditoria". Segundo ele, o Cadastro tem a finalidade de contribuir para eliminar as dificuldades que impedem essas firmas de concorrerem livremente no mercado de auditoria independente.
Para o CFC, o CNAI-PJ vai trazer visibilidade às empresas registradas, uma vez que, para a manutenção das firmas de auditoria no Cadastro, é necessário que metade do número dos seus sócios e todos os seus responsáveis técnicos estejam cadastrados no Cadastro Nacional de Auditores Independentes - pessoas físicas.
As organizações interessadas poderão solicitar, por meio de sistema eletrônico, o cadastro no CNAI-PJ, sem a necessidade de envio dos Anexos I e II da Resolução. Clique aqui e acesse o sistema do CNAI-PJ.
leia mais notícias de Contabilidade
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia