Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de dezembro de 2019.
Dia Mundial da Propaganda.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Edição impressa de 04/12/2019. Alterada em 04/12 às 03h00min

Ativos de uso e propriedades para investimento

A complexidade do mundo moderno impõe à Ciência Contábil novos desafios, uma vez que essas transformações trazem consigo novas formas de relacionamentos e novas formas de se relacionar com os mercados e as firmas. Atento a essas transformações, ainda que em decorrência de pressões internacionais, o Brasil iniciou, a partir de 2008, um processo de convergência às normas internacionais de contabilidade, tendo como expoente o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), o qual assumiu legalmente o papel de normatizador da contabilidade do setor privado brasileiro. A partir de então, diversos pronunciamentos foram emitidos e uma nova linguagem passou a vigorar na Ciência Contábil, alterando conceitos, sentidos e princípios. Esse novo cenário impôs aos profissionais da contabilidade, aos professores e, sobretudo, aos estudantes novos desafios cognitivos, como a redefinição do conceito de ativo, passivo, receitas e despesas. Esses novos conceitos introduziram novas perspectivas à contabilidade fazendo com que o conceito de ativo, por exemplo, passasse a ser muito mais abrangente e subjetivo. A presente obra, assim, tem como base os pronunciamentos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) que tratam de ativos imobilizados, intangíveis e propriedades para investimentos, assuntos geralmente estudados em disciplinas de graduação em Ciências Contábeis (Contabilidade Básica e/ou Contabilidade In­termediária). A proposta do livro é facilitar a compreensão do leitor a partir de comentários, exemplos e questões comentadas envolvendo os temas nela tratados. O seu diferencial é a forma clara e concisa com que os temas são abordados, fruto da experiência acadêmica do autor como docente em instituições pública e privada. A leitura inclui também apresentação resumida dos pro­nunciamentos que tratam de operações de arrenda­mento (CPC 06) e do teste de recuperabilidade de ativos (CPC 01), conteúdos necessários para a adoção das Nor­mas emitidas no Brasil pelos órgãos reguladores a partir desses pronunciamentos.
A complexidade do mundo moderno impõe à Ciência Contábil novos desafios, uma vez que essas transformações trazem consigo novas formas de relacionamentos e novas formas de se relacionar com os mercados e as firmas. Atento a essas transformações, ainda que em decorrência de pressões internacionais, o Brasil iniciou, a partir de 2008, um processo de convergência às normas internacionais de contabilidade, tendo como expoente o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), o qual assumiu legalmente o papel de normatizador da contabilidade do setor privado brasileiro. A partir de então, diversos pronunciamentos foram emitidos e uma nova linguagem passou a vigorar na Ciência Contábil, alterando conceitos, sentidos e princípios. Esse novo cenário impôs aos profissionais da contabilidade, aos professores e, sobretudo, aos estudantes novos desafios cognitivos, como a redefinição do conceito de ativo, passivo, receitas e despesas. Esses novos conceitos introduziram novas perspectivas à contabilidade fazendo com que o conceito de ativo, por exemplo, passasse a ser muito mais abrangente e subjetivo. A presente obra, assim, tem como base os pronunciamentos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) que tratam de ativos imobilizados, intangíveis e propriedades para investimentos, assuntos geralmente estudados em disciplinas de graduação em Ciências Contábeis (Contabilidade Básica e/ou Contabilidade In­termediária). A proposta do livro é facilitar a compreensão do leitor a partir de comentários, exemplos e questões comentadas envolvendo os temas nela tratados. O seu diferencial é a forma clara e concisa com que os temas são abordados, fruto da experiência acadêmica do autor como docente em instituições pública e privada. A leitura inclui também apresentação resumida dos pro­nunciamentos que tratam de operações de arrenda­mento (CPC 06) e do teste de recuperabilidade de ativos (CPC 01), conteúdos necessários para a adoção das Nor­mas emitidas no Brasil pelos órgãos reguladores a partir desses pronunciamentos.
Ativos de Uso e Propriedades para Investimento; Denizar Leal; Juruá Editora; 170 páginas; R$ 69,90; disponível em versão digital.
 
leia mais notícias de Contabilidade
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia