Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Leitura

- Publicada em 03h32min, 25/09/2019. Atualizada em 03h00min, 25/09/2019.

Disseminando a cultura ética

resenha-contabilidade-reprodução jc CÓDIGO DE CONDUTA

resenha-contabilidade-reprodução jc CÓDIGO DE CONDUTA


/REPRODUÇÃO/JC
O principal instrumento para a implantação de uma cultura ética nas empresas ou organizações não empresariais é o código de conduta, que converte princípios éticos em recomendações objetivas de fazer e não fazer. Este livro tem foco neste instrumento, em primeiro lugar, sob uma perspectiva histórica espelhada em uma pesquisa que abrangeu 5 mil anos. Em segundo lugar, examina as interligações entre o código e a própria governança corporativa, bem como com as políticas ou programas de integridade, aquelas espontâneas e estes impostos por regulamentos. Em terceiro, oferece sugestões objetivas quanto à própria elaboração do código. A obra de Lélio Lauretti e Adriana de Andrade Solé, professores e militantes da governança corporativa, assim, tem objetivos muito mais amplos do que simplesmente estabelecer normas de conduta aceitas ou rejeitadas pela organização. Combina pesquisa histórica, teoria e prática em torno do código de conduta. Instrumento essencial para a disseminação da cultura ética nas empresas, ou seja, um ambiente em que a "opção pelo bem" se converta no comportamento natural e espontâneo de todos, sejam administradores ou colaboradores, o código ganha perspectiva a partir do olhar apurado e propositivo dos autores. As empresas, entre outras características, devem ser promotoras de mudanças sociais baseadas na ideia do bem comum. E não há bem comum sem a prevalência de princípios éticos. A leitura apresenta os 3 "Es" sobre Código de Conduta: Evolução - suas diversas fases ao longo do tempo e a necessidade de constante atualização periodicamente; Essência - o reconhecimento de que o Código de Conduta é a ponte entre a Ética e a Organização; alma dos códigos, o que nunca pode ser negligenciado e sempre identificado; e Elaboração - como fazer um código de conduta que cumpra o propósito de criar uma cultura ética e inspire e direcione as organizações atuais. Trata-se, portanto, de mais uma contribuição construída para a semeadura dos princípios éticos em uma sociedade sedenta de transparência e da justiça social.
O principal instrumento para a implantação de uma cultura ética nas empresas ou organizações não empresariais é o código de conduta, que converte princípios éticos em recomendações objetivas de fazer e não fazer. Este livro tem foco neste instrumento, em primeiro lugar, sob uma perspectiva histórica espelhada em uma pesquisa que abrangeu 5 mil anos. Em segundo lugar, examina as interligações entre o código e a própria governança corporativa, bem como com as políticas ou programas de integridade, aquelas espontâneas e estes impostos por regulamentos. Em terceiro, oferece sugestões objetivas quanto à própria elaboração do código. A obra de Lélio Lauretti e Adriana de Andrade Solé, professores e militantes da governança corporativa, assim, tem objetivos muito mais amplos do que simplesmente estabelecer normas de conduta aceitas ou rejeitadas pela organização. Combina pesquisa histórica, teoria e prática em torno do código de conduta. Instrumento essencial para a disseminação da cultura ética nas empresas, ou seja, um ambiente em que a "opção pelo bem" se converta no comportamento natural e espontâneo de todos, sejam administradores ou colaboradores, o código ganha perspectiva a partir do olhar apurado e propositivo dos autores. As empresas, entre outras características, devem ser promotoras de mudanças sociais baseadas na ideia do bem comum. E não há bem comum sem a prevalência de princípios éticos. A leitura apresenta os 3 "Es" sobre Código de Conduta: Evolução - suas diversas fases ao longo do tempo e a necessidade de constante atualização periodicamente; Essência - o reconhecimento de que o Código de Conduta é a ponte entre a Ética e a Organização; alma dos códigos, o que nunca pode ser negligenciado e sempre identificado; e Elaboração - como fazer um código de conduta que cumpra o propósito de criar uma cultura ética e inspire e direcione as organizações atuais. Trata-se, portanto, de mais uma contribuição construída para a semeadura dos princípios éticos em uma sociedade sedenta de transparência e da justiça social.
Código de Conduta - Evolução, Essência e Elaboração - A Ponte entre a ética e a organização; Lélio Lauretti e Adriana de Andrade Solé; Editora Fórum; 175 páginas; R$82,00.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO