Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de outubro de 2018.
Dia do Petróleo Brasileiro. Dia Mundial do Dentista.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Auditoria

Edição impressa de 03/10/2018. Alterada em 03/10 às 01h00min

Comitês de Auditoria Estatutários ganham força

As empresas brasileiras estão reconhecendo a importância de instituir Comitês de Auditoria Estatutários (CAE) em seus Conselhos de Administração. Segundo pesquisa realizada pelo Ibracon - Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, 70% das companhias listadas na BMF&BOVESPA têm ou planejam ter esse órgão.

"A criação do CAE é fundamental, pois ele aperfeiçoa o assessoramento ao Conselho de Administração e aprimora a governança corporativa. Além disso, dentre outras atribuições, supervisiona o processo de elaboração das demonstrações contábeis e monitora a conformidade ao cumprimento de leis e normas. Dessa maneira, o CAE contribui para que o Conselho de Administração zele pela qualidade da gestão", explica o presidente do Ibracon, Francisco Sant'Anna.

"É importante destacar que uma das atribuições do CAE também é recomendar a seleção, contratação e destituição dos auditores independentes, além de acompanhar o seu trabalho. Ao escolher quem fará o serviço, deve-se levar em conta a capacidade da firma e na capacitação de seus integrantes, que devem estar à altura da complexidade da empresa auditada", pondera Sant'Anna.

Tópicos que podem ser abordados: benefícios, vantagens e dificuldades do CAE (pesquisa), regime de contratação de auditoria, relação do comitê com o auditor independente, manual de orientações sobre comitês de auditoria, melhoria da governança e regulamentação (por exemplo, Lei das Estatais).

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia