Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Contribuintes

Notícia da edição impressa de 11/07/2018. Alterada em 11/07 às 01h00min

Receita libera consulta ao segundo lote de restituição

A Receita Federal liberou na segunda-feira (9) a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2018 (ano-base 2017). Nesta etapa, serão contemplados 3.360.917 contribuintes, com a liberação total de R$ 5 bilhões. O dinheiro estará disponível para saques nos bancos no dia 16. Por causa do grande volume de consultas, no entanto, o site da Receita apresenta instabilidade. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet ou ligar para o Receita fone 146. É preciso informar o CPF e a data de nascimento.
A novidade, agora, será a inclusão de professores entre os beneficiários com prioridade de recebimento. Esse direito foi assegurado no fim de 2017. Cerca de um terço dos recursos - uma quantia de R$ 1,62 bilhão - será paga aos contribuintes com prioridade de recebimento - pessoas a partir de 60 anos ou que tenham doenças graves. O lote incluirá 3.358 idosos acima de 80 anos, 49.796 pessoas entre 60 e 79 anos e 7.159 cidadãos com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, além de 1.120.771 professores.
A prioridade de pagamento para os docentes foi garantida em 26 de outubro de 2017, por meio de uma lei sancionada pelo presidente Michel Temer. Os profissionais de ensino cuja maior fonte de renda seja o Magistério passaram a ter restituição prioritária a partir deste ano, logo após o primeiro pagamento feito aos idosos.
A restituição do IRPF 2018 virá corrigida em 2,04% (variação da taxa básica de juros, a Selic, de maio a julho deste ano). Neste lote, também serão incluídas devoluções residuais dos exercícios de 2008 a 2017. Nestes casos, as devoluções serão pagas com correções que variam de 2,04% a 104,16%, dependendo do ano. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet ou ligar para o Receita fone 146.
É preciso informar o CPF e a data de nascimento. Se o dinheiro não for creditado no dia 16 na conta indicada pelo contribuinte no ato da declaração, será preciso procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar para a central de atendimento da instituição.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia