Porto Alegre, segunda-feira, 01 de fevereiro de 2021.
Dia do Publicitário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 01 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Responsabilidade Social

- Publicada em 03h00min, 01/02/2021.

Anjas de Batom levam alegria a quem precisa

Desde 2016, organização formada por grupo de mulheres leva alegria através de festas voluntárias

Desde 2016, organização formada por grupo de mulheres leva alegria através de festas voluntárias


/Divulgação/Anjas de Batom
Vinicius Appel
Foi durante uma ação de fim de ano, em dezembro de 2016, que o projeto social surgiu. Com o objetivo de fazer algo pela sociedade, Vanessa Rodrigues Silveira foi a uma agência dos Correios com o objetivo de adotar duas cartinhas com pedidos para o Natal. Ao sair do local, levava consigo mais de 100 cartas. A saída foi buscar por pessoas que estivessem dispostas a ajudar.
A procura surtiu efeitos e a maioria das cartas foi apadrinhada por mulheres. Sabendo disso, em uma tarde de janeiro, Vanessa começou a criar um nome para a ação. Pensando no destaque da participação feminina na iniciativa de final de ano e somando isso ao amor próprio e ao poder da mulher, surgiram as Anjas de Batom.
Conhecida como ‘Empresa de Festas de Amor Voluntário’, a organização escolhe, uma vez por mês, um local para realizar uma celebração. Asilos, orfanatos e abrigos de crianças e jovens em vulnerabilidade social estão entre os espaços de atuação. Além disso, a ação busca suprir as necessidades do lugar visitado. “Muitos têm uma carência grande, seja de alimentos, de material de limpeza ou de fralda geriatríca”, explica Vanessa.
Além da fundadora, as Anjas de Batom contam com outras três integrantes fixas. Angela Maria Silveira, Marcella Schneider e Rúbia Teixeira completam o grupo que realiza atividades na Capital e em Campo Bom, onde Rúbia atua, e em municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre.
Mas elas não trabalham sozinhas. O número de voluntários varia de acordo com as características de cada ato. “Em novembro de 2019, no Dia Mundial da Prematuridade, fomos em seis hospitais da rede pública de saúde, simultaneamente, levando um dia de beleza às mães de bebês. Nessa ação éramos 150 voluntários”, relembra Vanessa.
Para este início de ano, as Anjas estão realizando a Ação Volta às Aulas, em que 120 crianças de duas comunidades da Capital serão assistidas. “A gente fez contato com as comunidades, realizamos um cadastro de crianças e adolescentes e fizemos uma lista de materiais. As pessoas apadrinham e a gente entrega os kits”, explica a fundadora do projeto.
Durante os quatro aniversários do projeto, uma enquete já se tornou tradição. Acostumadas a atender instituições, elas abrem, no mês de dezembro, uma votação na página do projeto, dando chance para que as pessoas escolham um evento a ser organizado. Festa infantil, para crianças que completarão um ano de idade, casamento e festa de aniversário de quinze anos estão entre as opções.
E se a falta de roupa para festas for um empecilho, elas também estão dispostas a resolver. Sob responsabilidade de Angela Maria, o novo projeto, chamado Vista-se e Voe com as Anjas de Batom, irá emprestar vestimentas. Segundo Vanessa, a ação já conta com um bom acervo de trajes. “Às vezes a pessoa tem uma formatura, ou casamento, para ir e não tem roupa, então a gente tem uma extensão do Anjas e isso não tem custo algum”, explica.
Em cada ação o projeto social conta com doações de muitas pessoas. Vanessa explica que a maior parte das ajudas não vem de empresas. Ela afirma que algumas pessoas que trabalham fazendo docinhos doam parte de suas produções. O mesmo acontece com quem faz salgadinho de festas. Além disso, uma empresa que trabalha com batata recheada também auxilia doando as batatas que não são recheadas por terem um tamanho excessivo.
A idealizadora do projeto relata que, após o início da pandemia, cresceu o número de ações voltadas à alimentação. “No mínimo dez pessoas contatam a página por dia pedindo comida”, relata Vanessa. Para o Natal, uma ação foi feita em Porto Alegre e Campo Bom com o objetivo de atender crianças que escreveram cartas pedindo alimento.
Para este ano, Vanessa relata a vontade de ampliar o número de pessoas atendidas e torce para que a população tenha uma qualidade de vida maior. A intenção é que as Anjas de Batom possam trazer mais alegria, levando brinquedos, pula-pulas e fantasias para as ações, que são sempre temáticas.
Foi durante uma ação de fim de ano, em dezembro de 2016, que o projeto social surgiu. Com o objetivo de fazer algo pela sociedade, Vanessa Rodrigues Silveira foi a uma agência dos Correios com o objetivo de adotar duas cartinhas com pedidos para o Natal. Ao sair do local, levava consigo mais de 100 cartas. A saída foi buscar por pessoas que estivessem dispostas a ajudar.
A procura surtiu efeitos e a maioria das cartas foi apadrinhada por mulheres. Sabendo disso, em uma tarde de janeiro, Vanessa começou a criar um nome para a ação. Pensando no destaque da participação feminina na iniciativa de final de ano e somando isso ao amor próprio e ao poder da mulher, surgiram as Anjas de Batom.
Conhecida como ‘Empresa de Festas de Amor Voluntário’, a organização escolhe, uma vez por mês, um local para realizar uma celebração. Asilos, orfanatos e abrigos de crianças e jovens em vulnerabilidade social estão entre os espaços de atuação. Além disso, a ação busca suprir as necessidades do lugar visitado. “Muitos têm uma carência grande, seja de alimentos, de material de limpeza ou de fralda geriatríca”, explica Vanessa.
Além da fundadora, as Anjas de Batom contam com outras três integrantes fixas. Angela Maria Silveira, Marcella Schneider e Rúbia Teixeira completam o grupo que realiza atividades na Capital e em Campo Bom, onde Rúbia atua, e em municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre.
Mas elas não trabalham sozinhas. O número de voluntários varia de acordo com as características de cada ato. “Em novembro de 2019, no Dia Mundial da Prematuridade, fomos em seis hospitais da rede pública de saúde, simultaneamente, levando um dia de beleza às mães de bebês. Nessa ação éramos 150 voluntários”, relembra Vanessa.
Para este início de ano, as Anjas estão realizando a Ação Volta às Aulas, em que 120 crianças de duas comunidades da Capital serão assistidas. “A gente fez contato com as comunidades, realizamos um cadastro de crianças e adolescentes e fizemos uma lista de materiais. As pessoas apadrinham e a gente entrega os kits”, explica a fundadora do projeto.
Durante os quatro aniversários do projeto, uma enquete já se tornou tradição. Acostumadas a atender instituições, elas abrem, no mês de dezembro, uma votação na página do projeto, dando chance para que as pessoas escolham um evento a ser organizado. Festa infantil, para crianças que completarão um ano de idade, casamento e festa de aniversário de quinze anos estão entre as opções.
E se a falta de roupa para festas for um empecilho, elas também estão dispostas a resolver. Sob responsabilidade de Angela Maria, o novo projeto, chamado Vista-se e Voe com as Anjas de Batom, irá emprestar vestimentas. Segundo Vanessa, a ação já conta com um bom acervo de trajes. “Às vezes a pessoa tem uma formatura, ou casamento, para ir e não tem roupa, então a gente tem uma extensão do Anjas e isso não tem custo algum”, explica.
Em cada ação o projeto social conta com doações de muitas pessoas. Vanessa explica que a maior parte das ajudas não vem de empresas. Ela afirma que algumas pessoas que trabalham fazendo docinhos doam parte de suas produções. O mesmo acontece com quem faz salgadinho de festas. Além disso, uma empresa que trabalha com batata recheada também auxilia doando as batatas que não são recheadas por terem um tamanho excessivo.
A idealizadora do projeto relata que, após o início da pandemia, cresceu o número de ações voltadas à alimentação. “No mínimo dez pessoas contatam a página por dia pedindo comida”, relata Vanessa. Para o Natal, uma ação foi feita em Porto Alegre e Campo Bom com o objetivo de atender crianças que escreveram cartas pedindo alimento.
Para este ano, Vanessa relata a vontade de ampliar o número de pessoas atendidas e torce para que a população tenha uma qualidade de vida maior. A intenção é que as Anjas de Batom possam trazer mais alegria, levando brinquedos, pula-pulas e fantasias para as ações, que são sempre temáticas.

Saiba como contribuir

O projeto não aceita doações de valores, mas na Página do Facebook "Anjas de Batom, a empresa de festas de amor Voluntário" é possível encontrar as necessidades para a festa de debutantes que será realizada. Para a ação Volta às Aulas, todo e qualquer item escolar novo é aceito, além de mochilas usadas que estiverem em bom estado. Interessados em colaborar devem entrar em contato através do Facebook e do Instagram do projeto, ou pelo WhatsApp (51) 982658019.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO