Porto Alegre, segunda-feira, 16 de novembro de 2020.
Dia Internacional da Tolerância.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 16 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Opinião

- Publicada em 03h00min, 16/11/2020.

Como estimular o pensamento estratégico

Benito Pedro Vieira Santos
Especialista em Reestruturação de Empresas e sócio da Avante Assessoria Empresarial
Especialista em Reestruturação de Empresas e sócio da Avante Assessoria Empresarial
O pensamento estratégico é um conceito que conquistou seu espaço no campo do marketing, e, principalmente, no mundo dos negócios. No entanto, observe que na verdade, esta abordagem é útil em praticamente qualquer área da vida. Isso porque ao partimos da definição de que se se tem no "agora", considerando o que será necessário realizar no futuro.
Em outras palavras, é a capacidade de antecipar o efeito de suas ações, uma visão a longo prazo, criativa e orientada, para a executar objetivos específicos e obter resultados já esperados.
Como o próprio nome diz, esse tipo de pensamento envolve uma estratégia, um plano de ação coordenado que é desenvolvido focado em atingir uma meta. No começo, para se ter uma ideia da origem do termo, esse tipo de pensamento era aplicado em guerras. Trazendo para o mundo dos negócios, já vou logo dizendo que não é algo teórico, mas sim aprendido e fortalecido pela prática.
Esse tipo de pensamento pode ser observado na forma de agir do gestor: se mais aberto, de longos horizontes e detentor de uma visão prudente, tende a ser um grande pensador estratégico; se fechado, inconstante e de raciocínio focado somente no curto prazo, menor é a tendência a essa forma de organização mental. O estrategista procura nivelar os desafios atuais a uma perspectiva de futuro, a partir de uma visão apurada da empresa.
O pensamento estratégico nas organizações é uma soft skill fundamental para conseguir resolver desafios de forma eficiente. Mas nem sempre fica claro como chegar a essa tal mentalidade estratégica, pois raras as vezes esse feedback vem com algum guia concreto sobre o que fazer com isso.
Então, quais são as atitudes específicas que um profissional pode ter para desenvolver o pensamento estratégico? O primeiro passo é mudar a mentalidade. Se o profissional acredita que o pensamento estratégico nas organizações é apenas para grandes executivos, se engana. A mentalidade estratégica pode e deve acontecer em todos os níveis da organização, sendo que é um dos requisitos principais de todos os trabalhos, mas não está escrito necessariamente.
Neste sentido, veja algumas dicas para estimular o desenvolvimento do pensamento estratégico:
Aprenda a identificar tendências;
Importe-se com a gestão financeira (mesmo que não seja o responsável direto);
Seja flexível e avalie todas as possibilidades antes de agir;
Entenda que estratégia e execução não são a mesma coisa;
Busque respostas para todas as perguntas, incluindo as complexas;
Foque na solução e nãos nos problemas do negócio;
"Desligue" o automático e pense antes de agir;
Busque compreender os conflitos e não se esquivar deles;
Identifique os pontos fracos da equipe (ou seu) e busque alternativas para melhorá-los;
Desenvolva cada vez mais a empatia. Aprender a se colocar no lugar do outro é o primeiro passo para se aproximar verdadeiramente das pessoas e ajudá-las a desenvolver o seu potencial máximo;
Tente, sempre que possível, esboçar cenários a médio e longo prazo, nunca pense apenas no agora. Entender que uma decisão que irá tomar hoje trará consequências inevitáveis para o futuro é fundamental.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO