Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de agosto de 2019.
Dia Nacional da Saúde/ Farmácia .

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Edição impressa de 05/08/2019. Alterada em 05/08 às 03h00min

Intergeracionalidade: um desafio de líderes

Mônica Riffel
O diálogo interativo, a abertura para o outro, a compreensão mútua e a renovação dos espaços de convivência são excelentes indicadores de que a vida pode ser rica e prazerosa, envolvendo todas as gerações.
O diálogo interativo, a abertura para o outro, a compreensão mútua e a renovação dos espaços de convivência são excelentes indicadores de que a vida pode ser rica e prazerosa, envolvendo todas as gerações.
A presença simultânea das gerações, envolvendo crianças, jovens, adultos e idosos permite trocas de energia física, mental e emocional, estabelecendo, ao mesmo tempo, limites e possibilidades de cada um no seu tempo. Mas convém ressaltar que a intergeracionalidade só é possível se cada geração reconhece no "outro" um momento evolutivo e fundamentado na própria existência. Na verdade, a pessoa torna-se multigeracional quando transita por várias gerações que possuem diferentes estilos de vida.
Envolver as diversas gerações em programas de apoio e suporte social leva a pensar, desde muito cedo, na necessidade de preparar crianças, jovens e adultos para conviverem juntos em uma sociedade mais solidária e colaborativa.
Contudo, isso tem sido um grande desafio para as lideranças, especialmente nas empresas. É preciso evitar o isolamento das gerações, os conflitos entre elas, a fim de construir uma cidadania mais real e produtiva, fortalecendo a cultura organizacional e o desenvolvimento dos negócios.
É necessário reconhecer que as gerações constituem-se em espelhos diante das outras, mas que cada uma delas tem seus próprios interesses e maneiras de pensar. Dessa forma, uma metodologia que pode ser adotada no meio corporativo é a Mentoria Reversa, que aproveita a experiência dos maduros para acelerar a caminhada dos mais jovens, e os mais jovens, compartilhando conhecimento, sobretudo sobre o mundo digital.
Consultora em maturidade, co-founder do MaturiLAB
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia