Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de julho de 2019.
Dia Nacional dos Clubes.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Responsabilidade Social

Edição impressa de 15/07/2019. Alterada em 15/07 às 16h54min

'Audoção': protetores buscam famílias para cães abandonados

"Até cães de raça são abandonados", alertam Daniela e Igor, que adotou Max, 'irmãozinho' de Luna

"Até cães de raça são abandonados", alertam Daniela e Igor, que adotou Max, 'irmãozinho' de Luna


PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC
Patrícia Comunello
O beagle Max foi abandonado no interior de Bento Gonçalves, na serra gaúcha. O lhasa apso Odin estava todo machucado quando foi resgatado na rua em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. As vira-latas Pretinha e Pudim foram encontradas em um terreno baldio em uma praia do Litoral Norte. Obama, também vira-lata, foi adotado e devolvido duas vezes na Capital. O vira-lata Marley foi achado no cais do porto de Porto Alegre, deixado para trás por ocupantes de um navio que zarpou para seu destino.
O beagle Max foi abandonado no interior de Bento Gonçalves, na serra gaúcha. O lhasa apso Odin estava todo machucado quando foi resgatado na rua em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. As vira-latas Pretinha e Pudim foram encontradas em um terreno baldio em uma praia do Litoral Norte. Obama, também vira-lata, foi adotado e devolvido duas vezes na Capital. O vira-lata Marley foi achado no cais do porto de Porto Alegre, deixado para trás por ocupantes de um navio que zarpou para seu destino.
> Assista às histórias que rolaram no Encontro dos Audotados:
Max foi adotado pelo casal Daniela Pinho e Igor Souza e ganhou até uma 'irmãzinha', a beagle Luna. Odin virou o 'filho' do Mateus Souza. Pretinha e Pudim são tratadas como irmãs inseparáveis pelas protetoras Raquel Porcher e Lúcia Helena da Luz, que criaram a ONG Cão da Guarda. Marley foi acolhido por Márcia Messa, do projeto Bendito Bicho, e exige cuidados especiais devido ao sobrepeso. Já Obama vive agora com Cristiane Brayer, sua terceira adotante: "E para sempre".
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/206x137/1_img_3152-8779656.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d2627b7b8fd5', 'cd_midia':8779656, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/img_3152-8779656.jpg', 'ds_midia': 'Cristiane Brayer com Obama. Ela é sua terceira tutora e ENTITY_quot_ENTITYpara sempreENTITY_quot_ENTITY, garante ', 'ds_midia_credi': 'PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC', 'ds_midia_titlo': 'Cristiane Brayer com Obama. Ela é sua terceira tutora e ENTITY_quot_ENTITYpara sempreENTITY_quot_ENTITY, garante ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}

Cristiane com Obama, que foi abandonado duas vezes: "É para sempre". Fotos: Patrícia Comunello 

Os seis cães com a origem comum de abandono se encontraram este mês em um evento inusitado e bem animado no Santa Fermata Caffè & Vino, que fica em um sobrado próximo ao Parque da Redenção. Foi o primeiro Encontro dos Audotados, em formato de brunch, que a dona da cafeteria, Mariana Keller, e a fundadora da Bendito Bicho decidiram fazer para reunir adeptos da causa e arrecadar recursos para castração de bichinhos que estão nas ruas e necessitam de uma família. É apenas uma das ações que reforçam a rede de voluntários mobilizados para a proteção dos animais. 
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/206x137/1_img_3127-8779553.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d2621f98629a', 'cd_midia':8779553, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/img_3127-8779553.jpg', 'ds_midia': 'ENTITY_quot_ENTITYUma ex-colega encontrou o Odin todo machucado e o adoteiENTITY_quot_ENTITY, diz Mateus Souza, da área de tecnologia', 'ds_midia_credi': 'PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC', 'ds_midia_titlo': 'ENTITY_quot_ENTITYUma ex-colega encontrou o Odin todo machucado e o adoteiENTITY_quot_ENTITY, diz Mateus Souza, da área de tecnologia', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}

Odin foi encontrado todo machucado nas ruas de Canoas e hoje é 'filho' de Mateus Souza

"A ideia foi reunir pessoas que se preocupam com a causa. Toda a renda vai para a castração. Fizemos sorteios de kit humano e kit cão", descreveu Márcia. A renda somou mais de R$ 1,3 mil, comemoram Mariana e Márcia, ciando que a ação foi possível graças às pessoas que foram ao café no dia 6 de julho e ainda pelas doações de quitutes para os caninos por empresas, de fabricantes de materiais a pet shops.
Mariana conta que o café, onde frequentadores podem levar seus pets, foi inspirado na perda da sua boxer e descobrir, por dados norte-americanos, que as proles de uma cadela de rua durante 10 anos geram mais de 80 milhões de cães de rua. "Fiquei muito tocada e resolvi criar o Santa Fermata, afinal café, vinho e cachorro são as melhores coisas da vida", resume a proprietária.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/206x137/1_img_7309-8779519.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d261e4b26f97', 'cd_midia':8779519, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/img_7309-8779519.jpg', 'ds_midia': 'ENTITY_quot_ENTITYAdote, castre e jamais abandoneENTITY_quot_ENTITY, incentiva Márcia Massa, fundadora da Bendito Bicho, com Marley     ', 'ds_midia_credi': 'PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC', 'ds_midia_titlo': 'ENTITY_quot_ENTITYAdote, castre e jamais abandoneENTITY_quot_ENTITY, incentiva Márcia Massa, fundadora da Bendito Bicho, com Marley     ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}

Márcia adotou Marley e fundou o Bendito Bicho: "Adote, castre e jamais abandone", incentiva

Quem quiser ver como é a vida de Max pode conferir o perfil @beaglelove.rs, no Instagram. Além da acolhida ao novo integrante da família, Daniela e Igor se dedicam à causa e alertam que muitas pessoas compram beagles novinhos e depois abandonam, pois não conseguem lidar com as características da raça, como agitação e problemas de saúde que exigem cuidados permanentes. "É importante pesquisar. Tem muito beagle para adoção", avisa Daniela. "Tem de dar oportunidade para os que estão aguardando uma família. Vamos salvar outros Max por aí", incentiva a jovem. 
Da sessão no café, a bióloga Raquel e a funcionária pública Lúcia Helena esperam que surjam interessados em adotar as irmãs do Litoral. As duas têm mais nove cãozinhos em casa à espera de adoção. "Encontramos elas juntas, queremos que tenham uma mesma casa", diz Raquel. A ONG Cão da Guarda também recebe ajuda da Bendito Bicho, que tem mais iniciativas.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/206x137/1_img_3143-8779647.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5d26272f89e45', 'cd_midia':8779647, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/07/10/img_3143-8779647.jpg', 'ds_midia': 'ENTITY_quot_ENTITYÉ um lar de verdade que a gente chama e esperaENTITY_quot_ENTITY, resume Raquel Porcher (esquerda), que busca, com Lúcia Helena da Luz, uma adoção única de Pudim e Pretinha. ENTITY_quot_ENTITYA gente não pode separá-lasENTITY_quot_ENTITY', 'ds_midia_credi': 'PATRÍCIA COMUNELLO/ESPECIAL/JC', 'ds_midia_titlo': 'ENTITY_quot_ENTITYÉ um lar de verdade que a gente chama e esperaENTITY_quot_ENTITY, resume Raquel Porcher (esquerda), que busca, com Lúcia Helena da Luz, uma adoção única de Pudim e Pretinha. ENTITY_quot_ENTITYA gente não pode separá-lasENTITY_quot_ENTITY', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}

Raquel (esquerda) e Lúcia Helena buscam uma família para as 'irmãzinhas' Pudim e Pretinha

Um calendário anual traz cachorros resgatados e adotados e é vendido a R$ 20,00 - quase 30 mil já foram distribuídos desde 2017. Márcia diz que os recursos ajudam na castração e a sustentar grupos de protetores. Em novembro, sai a edição de 2020. Antes disso, será lançado um livro com 50 histórias de cães abandonados e que conseguiram uma família. A fundadora da Bendito Bicho reforça a mensagem que ela e outros voluntários buscam propagar: "Adote, castre e jamais abandone."  
Notícias sobre pets e cuidados com animais são importantes para você?
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia