Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de junho de 2019.
Dia da Indústria Gráfica.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

finanças pessoais

Edição impressa de 24/06/2019. Alterada em 24/06 às 03h00min

Como ensinar crianças a poupar

Construir o hábito da poupança desde jovem ajuda na formação de adultos conscientes com suas finanças

Construir o hábito da poupança desde jovem ajuda na formação de adultos conscientes com suas finanças


/RAWPIXEL.COM/DIVULGAÇÃO/JC
Todo hábito presente na vida da sociedade é algo que pode ser construído desde mais novo ou até com mais idade. O costume de poupar dinheiro desde cedo, por exemplo, infelizmente não é algo muito presente na vida da maior parte da população, especialmente dos brasileiros. Para educar suas crianças a lidarem com dinheiro precocemente e se tornarem adultos conscientes, confira algumas dicas de como ensiná-las a economizar dinheiro.
Todo hábito presente na vida da sociedade é algo que pode ser construído desde mais novo ou até com mais idade. O costume de poupar dinheiro desde cedo, por exemplo, infelizmente não é algo muito presente na vida da maior parte da população, especialmente dos brasileiros. Para educar suas crianças a lidarem com dinheiro precocemente e se tornarem adultos conscientes, confira algumas dicas de como ensiná-las a economizar dinheiro.
1. Dê a famosa mesada
Avise a criança de que este será o único dinheiro que ela irá receber no mês, então é para que ela pense bem antes de gastar. Não dê mais dinheiro até o próximo pagamento, senão irá mal acostumá-la.
  • 6 a 8 anos, semanal
  • 8 a 12 anos, quinzenal
  • de 12 anos, mensal
2. Faça-as anotar gastos
Para isso é sempre bom dar o exemplo. Passe a anotar os gastos da casa e ajude as crianças a fazerem o mesmo. Dessa forma vocês passam a ter noção de com que estão gastando excessivamente.
3. Incentive objetivos
É necessário estimular as crianças a terem um objetivo para gastar seu dinheiro.
Por exemplo, poupar parte da mesada para, em alguns meses, comprar um jogo de videogame, ou até mesmo ajudar a pagar um novo celular.
4. Leve-as ao mercado
Para as crianças menores, limite o número de guloseimas que elas poderão escolher.
Já para as maiores, dê um limite monetário para ela se acostumar a fazer seus gostos caberem no orçamento.
5. Ensine-as sobre valor
Muitas crianças não dão valor aos brinquedos, pois sentem que só é preciso pedir para ganhar algo, já que nunca passaram por dificuldades.
Estimule a doação de brinquedos para a caridade e mostre que dinheiro não nasce em árvore, e sim do esforço.
6. Estimule a poupança
É essencial ensinar as crianças a terem uma reserva de emergência. Por isso, indique que elas poupem cerca de 20% da mesada para situações imprevistas, como a tela rachada de um celular ou o controle do videogame que parou de funcionar.
 
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR| CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia