Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Leitura

Edição impressa de 20/05/2019. Alterada em 20/05 às 03h00min

Trabalho

Afinal, por que algumas pessoas se saem bem no trabalho e outras não? Essa é a pergunta que o escritor e teórico de Administração Morten T. Hansen busca explicar. O livro "Sucesso no Trabalho" vai apontar que o sucesso não é questão de talento excepcional, tampouco de sorte inexplicável. Através de métodos inteligentes, o trabalhador consegue maximizar a produção por hora de trabalho: em outras palavras, rendendo mais trabalhando menos.
O livro é resultado de um estudo sobre desempenho individual que Hansen realizou a partir de uma pesquisa com cinco mil gerentes e funcionários de várias empresas, em 2011. A partir dos resultados das análises, o autor estruturou sete práticas de trabalho inteligente ligadas ao alto desempenho.
A primeira parte da obra diz respeito ao papel do indivíduo na organização, analisando quatro passos: selecionar um pequeno conjunto de prioridades e dedicar-se a eles exaustivamente; gerar valor ao trabalho para ir além de apenas atingir metas propostas; evitar a repetição mecânica e procurar funções que combinam sua paixão com uma forte sensação de propósito. Ainda, Hansen aborda outras três técnicas que dizem respeito ao desempenho dentro da coletividade. A primeira delas é a utilização de táticas de influência para ganhar apoio dos outros de forma engenhosa.
Sucesso no Trabalho - Como os melhores gestores e funcionários trabalham menos e rendem mais; Morten T. Hansen; Editora Rocco; 320 páginas; R$ 29,90; disponível em versão digital
 

Economia

Debater as agendas econômicas de diferentes posições ideológicas é o que propaga o conhecimento sobre os aspectos econômicos que rondavam as estratégias dos governos passados. Para analisar esse ambiente, os economistas Marcos Lisboa, presidente do Insper e ex-secretário de política econômica do governo Lula, e Samuel Pessôa, professor da FGV, estabeleceram um prolífico diálogo com outros intelectuais na imprensa brasileira, tratando de temas incontornáveis de nossa agenda política e econômica.
O livro "O valor das ideias - Debate em tempos turbulentos" reconstitui quatro dessas conversas e oferece ao leitor uma discussão plural e de alto nível sobre os rumos da esquerda, o balanço dos mandatos PT e PSDB, a crise de democracia e as controvérsias das escolas econômicas que regeram os últimos governos.
Mais do que simplesmente esmiuçar as diferenças entre direita e esquerda, ou o desenvolvimentismo versus liberalismo econômico, a coletânea se apresenta como um exemplo singular de debate respeitoso em tempos de polarização. Com textos de Ruy Fausto, Fernando Haddad, Marcelo Coelho, Celso Rocha de Barros, Helio Gurovitz, Luiz Fernando de Paula, Elias M. Khalil Jabbour, José Luis Oreiro, Paulo Gala, Pedro Paulo Zahluth Bastos e Luiz Gonzaga Belluzzo, a obra representa o elogio ao debate civilizado em tempos de comunicação truculenta.
O valor das ideias - Debate em tempos turbulentos; Marcos Lisboa e Samuel Pessôa; Companhia das Letras; 464 páginas; R$ 79,90
 

Ambiente

Aprofundar o debate sobre Economia do Meio Ambiente é o primeiro passo para aproximar a população do conceito que tange esse modelo econômico. Na 3ª edição do livro "Economia do Meio Ambiente", o autor Peter May reuniu uma ampla gama de autores brasileiros, apresentando a ótica de diversas escolas representadas no País, para mostrar a necessidade de integração entre a ecologia e a economia nos dias de hoje.
O diferencial do livro escrito por May é justamente no fornecimento de um panorama do que ele chama de Economia do Meio Ambiente, aprofundando diversas escolas do pensamento econômico - desde a economia ambiental e dos recursos naturais, até a Economia Ecológica e a evolucionista e institucional. Esse panorama é utilizado para discutir e incorporar a questão ambiental em suas estruturas teóricas e abordagens aplicadas.
Os autores que colaboraram nesta 3ª edição, além de estudarem a evolução dos temas discutidos durante toda a sua vida profissional, o fizeram tanto do ponto de vista teórico quanto de uma perspectiva aplicada às especificidades nacionais, gerando uma interpretação própria da questão ambiental pertinente ao caso do Brasil. A cada capítulo, a publicação busca evidenciar a realidade brasileira, considerando que se trata de um país de imensa riqueza natural, seja na megadiversidade biológica, seja com os recursos ímpares de água doce e dos minérios, mas que necessita aproveitar dessas dádivas da natureza
Economia do Meio Ambiente; Peter May; Elsevier; 488 páginas; R$ 145,00
 
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia