Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de fevereiro de 2019.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

COMENTAR | CORRIGIR

Responsabilidade Social

Edição impressa de 04/02/2019. Alterada em 04/02 às 01h00min

Centro Social leva arte e cultura a crianças e adolescentes em Porto Alegre

Centro Social traz arte e cultura como elementos de fortalecimento da comunidade

Centro Social traz arte e cultura como elementos de fortalecimento da comunidade


MARCO QUINTANA/JC
Eduardo Lesina
A composição de Francisco Manuel da Silva, em 1823, buscava criar uma sonoridade vibrante e triunfal para a comemoração da Proclamação da Independência do Brasil. Atualmente, a música ainda é uma importante ferramenta utilizada para comemorar independências dentro do território brasileiro.
A rigidez musical presente no hino nacional brasileiro se mistura através das tradicionais batidas do funk tupiniquim. Essa combinação musical já faz parte da rotina dos alunos do Centro Social de Cultura e Artes Padre Irineu Brand, que utilizam-se da arte e da cultura para fortalecer o aprendizado e transformar a comunidade.
Fundado em março de 2016, o projeto nasceu das iniciativas da Mitra da Arquidiocese de Porto Alegre, na qual oferecia atividades específicas em oficinas ligadas à arte e à cultura, como música, teatro, dança e informática. Entretanto, em 2018, quando a Cáritas Arquidiocesana de Porto Alegre assumiu a gestão, o projeto passou a ter um serviço de convivência, no qual o aluno participa no turno inverso da escola.
"A partir daí, começamos a fornecer refeições para as crianças, como café e almoço. Assim, elas ficam com os instrutores durante o dia, saindo para a realização das oficinas", explica o diretor executivo da Cáritas, Luiz Carlos Campos.
Dessa forma, através do serviço de convivência e das oficinas ofertadas pela instituição, o centro social passou a atrair mais a atenção da comunidade no entorno, ultrapassando os limites da Vila Maria da Conceição, bairro Partenon. "As crianças majoritariamente são aqui da comunidade, mas também recebemos alunos de toda Porto Alegre e alguns da Região Metropolitana, como Viamão", explica o assistente social Jonas Pertile.
Essa aproximação da comunidade, e também de crianças e adolescentes de fora dela, fez com que a entidade olhasse para as necessidades e as oportunidades que os jovens em situação de vulnerabilidade social apresentavam. Atualmente, o Centro Social Padre Irineu Brand apresenta um total de 140 alunos, sendo 90 no serviço de convivência e 50 nas oficinas, na faixa etária de seis a 18 anos.
Segundo Pertile, o centro abrirá mais 60 vagas ainda neste ano: "temos o intuito de possibilitar, principalmente para os adolescentes, que eles possam sair daqui com habilidades para entrar no mercado de trabalho, além de fortalecer o processo de aprendizagem de cada um".
Para conquistar esses objetivos, a organização oferece oficinas de informática, artes, teatro, artesanato (desenho e customização de roupas), dança gauchesca, música, balé, inglês, xadrez e karatê, além do reforço escolar para as crianças. Entre as atividades oferecidas, a música chama mais a atenção dos jovens. Para Pertile, o contato com a musicalidade e o movimento fortalecem o interesse, além da atração direta pela MPB.
A proximidade da música com a comunidade é muito presente - também pela presença da escola de samba Academia Samba Puro no bairro - na turma que compõe a oficina. Misturando estilos, comandados pelo professor Dimitri Corrêa, jovens de 11 a 16 anos absorvem as sonoridades da MPB com as batidas irreverentes do funk brasileiro.
Essa relação entre a comunidade e a música fez com que a turma do centro social se apresentasse para públicos de fora do seu convívio, realizando apresentações na Fiergs e no hotel Plaza na Capital. Conforme o assistente social, os jovens externalizam muito os gostos da comunidade, como é o caso do funk, e isso é incorporado para dentro do campo das artes: "muitos compõe letras e estão ensaiando com os professores, visando a apresentações públicas", conta Pertile.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/01/22/206x137/1_mq220119_resposabilidade068-8603536.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c476e134c376', 'cd_midia':8603536, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2019/01/22/mq220119_resposabilidade068-8603536.jpg', 'ds_midia': 'Mais 60 vagas serão abertas ainda neste ano', 'ds_midia_credi': 'MARCO QUINTANA/JC', 'ds_midia_titlo': 'Mais 60 vagas serão abertas ainda neste ano', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}

Mais 60 vagas serão abertas ainda neste ano. Foto: Marco Quintana/JC

Além da música, outra atividade que desperta o interesse dos jovens é a dança gauchesca, o que acabou espantando os organizadores: "em um primeiro momento, achamos que não ia ter muita adesão, mas, pelo contrário, é uma das mais procuradas".
O forte interesse dos alunos na área das artes fez com que os diretores da organização criassem uma campanha para demonstrar a importância da informática. Nessa oficina, os alunos aprendem noções básicas nos programas mais característicos exigidos pelo mercado de trabalho, como os de edição de fotos e vídeos.
Para manter os custos de estrutura e funcionamento do centro social, e dos 15 colaboradores que trabalham diretamente na casa, os recursos são obtidos através de outro projeto da Cáritas: o Mensageiros da Caridade, organização que atua com a destinação correta de bens e utensílios em Porto Alegre, através de recolhimento e revenda desses produtos.
leia mais notícias de Empresas & Negócios
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia