Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Novidade

Edição impressa de 07/12/2018. Alterada em 07/12 às 01h00min

Presente e futuro do Suzuki Jimny estarão juntos

Os faróis com lâmpadas de LED possuem regulagem automática de altura

Os faróis com lâmpadas de LED possuem regulagem automática de altura


SUZUKI/DIVULGAÇÃO/JC

No segundo semestre do próximo ano estreará no Brasil a mais recente evolução do Jimny, que também terá novidade em sua nomenclatura, agregando o sobrenome Sierra. O veículo será vendido em três versões, incluindo duas com câmbio automático. A Suzuki ainda não revelou os preços, mas a projeção é de valores entre 20% e 25% acima dos atuais.

No design, o Jimny Sierra moderniza o formato mais quadrado e sem muitos vincos que o notabilizou. O para-brisa e a coluna frontal estão em uma posição mais vertical. O capô plano evita reflexos que possam atrapalhar a dirigibilidade.

Para evitar batidas de pedras na lataria, as molduras dos para-lamas ficaram mais largas e vêm com textura antirrisco, assim como os para-choques. Os vidros laterais também são verticais para evitar acúmulo de lama ou água.

O teto ganhou maior área e traz calhas, que viabilizam a instalação de racks. As portas possuem abertura em três estágios, com ângulo máximo de 70º.

As dimensões externas compactas permitem rodar nas cidades sem perder a condição de enfrentar os percursos fora de estrada. O baixo peso é outra característica importante, pois facilita superar terrenos arenosos e lamacentos, evitando atolamentos, além de economizar combustível.

O interior prioriza a funcionalidade, empregando materiais duráveis, simples de limpar e resistentes a riscos. Os bancos dianteiros se tornaram mais largos para maior conforto dos ocupantes.

O Jimny Sierra usará um novo motor, de 1.5 litro, que rende 108 cv de potência e 138,2 Nm de torque. A tração 4x4 AllGrip Pro possui reduzida e função de deslizamento limitado do diferencial, recursos que facilitam a superação de obstáculos. O jipe virá de série com controle de estabilidade e assistentes de partida em rampas e de descida.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia