Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Lançamento

Edição impressa de 07/12/2018. Alterada em 07/12 às 01h00min

Novo JAC T50 pretende atrair pelo custo-benefício

Freios são a disco nas quatro rodas, ventilados na frente e sólidos atrás

Freios são a disco nas quatro rodas, ventilados na frente e sólidos atrás


JAC MOTORS/DIVULGAÇÃO/JC
Disponível somente com motor 1.6 16V e transmissão automática continuamente variável (CVT), o modelo segue a receita da marca chinesa: oferecer mais por menos. Mesmo vindo com o pacote mais completo de equipamentos, O T50 ainda é o SUV mais acessível do seu segmento.
Estipulando o valor inicial do T50 em R$ 83.990,00, a JAC Motors promete entregar ao comprador de um SUV abaixo de R$ 90 mil recursos equivalentes ao de modelos que custam acima de R$ 110 mil. "Itens como controle de estabilidade, assistente de partida em rampas e outros fazem do T50 uma opção extremamente atraente ao cliente dessa faixa de preços", diz Sérgio Habib, presidente do Grupo SHC e da JAC Motors.
Entre esses "outros" citados pelo executivo, aparecem o ar-condicionado digital e automático, monitoramento da pressão dos pneus, assistente para frenagens de emergência, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, abertura interna do porta-malas e do tanque de combustível, faróis com regulagem elétrica de altura e direção com assistência elétrica.
Na configuração mais recheada, cujo valor alcança R$ 87.990,00, o T50 agrega câmeras frontal, de ré e panorâmica 360 graus; rebatimento elétrico dos retrovisores, faróis com acendimento automático; luzes diurnas em LED; piloto automático; e kit multimídia com tela de oito polegadas.
A nova geração do SUV da JAC mede 4.345 milímetros de comprimento e 2.560 mm de distância entre-eixos. O interior redesenhado tem acabamento que combina molduras acetinadas com superfícies pretas e revestidas em couro.
O quadro de instrumentos apresenta dois grandes mostradores circulares: velocímetro e conta-giros. A parte central de cada instrumento abarca o indicador de nível do tanque de combustível e o termômetro de água do motor.
Abandonando o propulsor 1.5 JetFlex do antecessor, o T50 adota o 1.6 litro de 16 válvulas com variador de fase nos comandos de admissão e de escape (daí vem a designação DVVT, do inglês Dual Variable Valve Timing). Essa tecnologia fornece torque nos baixos regimes e potência nas altas rotações, pois altera o tempo de abertura e fechamento das válvulas conforme a necessidade de momento da motorização.
A potência do 1.6 16V DVVT é de 138 cv a 6.000 rpm, com torque máximo de 167,6 Nm a 4.000 giros - o desempenho dinâmico do veículo aponta 198 km/h de velocidade máxima e aceleração de zero a 100 km/h feita em 11,3 segundos. O câmbio CVT foi calibrado para "reagir" mais rapidamente, aumentando a agilidade do veículo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia