Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de novembro de 2018.
Dia da Reforma Agrária.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Importados

Edição impressa de 30/11/2018. Alterada em 30/11 às 01h00min

Design dianteiro mais agressivo e recursos técnicos para melhorar do novo Camaro

Chegada às concessionárias no Brasil está prevista para o primeiro trimestre de 2019

Chegada às concessionárias no Brasil está prevista para o primeiro trimestre de 2019


/FOTOS GENERAL MOTORS/DIVULGAÇÃO/JC
De imagem já marcante, o modelo ganha ainda mais personalidade com a reestilização em sua sexta geração. Na dianteira, capô, grade e para-choques redesenhados emolduram os novos faróis 100% LED. As mudanças deixaram a "expressão" do Camaro mais "brava", o que agrada em um esportivo.
As lanternas traseiras também são novas, exibindo um efeito de maior profundidade em suas quatro elipses. O para-choque, por sua vez, ficou mais musculoso. As rodas de 20 polegadas diferem na forma e acabamento em cada versão do Camaro: no cupê, apresentam pintura cinza acetinada, enquanto no conversível são pretas brilhantes.
Para reforçar sua proposta de esportividade, o carro também contabiliza avanços técnicos. A transmissão automática sequencial, que era de oito marchas na geração anterior, passa a ser de 10.
Esse câmbio possui relações de marcha mais curtas, que permitem ao motor trabalhar de maneira otimizada, incrementando o rendimento. Outro benefício aparece na suavidade de funcionamento e economia de combustível - lembrando que o Camaro tem propulsor V8 com sistema de desligamento de quatro cilindros justamente para reduzir o consumo.
Com a nova transmissão, o superesportivo da Chevrolet incorporou também função de controle de largada ("launch control"), destinada ao uso em autódromos, nos chamados "track days", eventos nos quais motoristas comuns podem levar seus veículos para acelerar em uma pista de corrida. O dispositivo permite arrancas mais rápidas, sem perda de tração das rodas.
Nessa mesma intenção de ajudar em uma largada perfeita, a função de aquecimento de pneus deixa que as rodas traseiras tracionem com o Camaro parado. Para ser habilitada e por segurança, uma sequência de comandos precisa ser feita, com o volante centralizado.
Destaque ainda para a vetorização de torque, sistema que utiliza o controle eletrônico de estabilidade para proporcionar máxima tração nas curvas. Os freios de competição ostentam a famosa marca Brembo.
O motor V8 de 6.2 litros do Camaro gera 461 cv de potência e 616,4 Nm de torque, se beneficiando de tecnologias como injeção direta de combustível e comando de válvulas continuamente variável. A performance do carro é extrema: aceleração de zero a 100 km/h em 4,2 segundos e velocidade máxima limitada eletronicamente em 290 km/h no caso do cupê.
O motorista pode escolher entre quatro modos de condução do Camaro. Um é específico para autódromo, altera a firmeza do volante, parâmetros dos controles de estabilidade e de tração, mapeamentos do câmbio e do propulsor. Para completar a experiência esportiva ao volante, um conjunto de ressonadores intensifica o "ronco" do motor na cabine.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia