Porto Alegre, quarta-feira, 29 de setembro de 2021.
Dia do Anunciante. Dia do Policial.
Porto Alegre,
quarta-feira, 29 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Comércio Exterior

- Publicada em 29/09/2021 às 11h11min.

Exportações de carne suína devem crescer 13% em 2022 no Brasil

Brasil deve exportar até 1,25 milhões de toneladas de carne suína neste ano

Brasil deve exportar até 1,25 milhões de toneladas de carne suína neste ano


MARCELO G. RIBEIRO/arquivo/JC
Diego Nuñez
O cenário positivo para a carne suína no mercado internacional constatado durante 2021 deve permanecer para o próximo ano. A expectativa é que as exportações no setor cresçam 13% em 2022, ano em que o Brasil deve exportar até 1,25 milhões de toneladas de carne suína, segundo projeção divulgada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) na manhã desta quarta-feira (29).
O cenário positivo para a carne suína no mercado internacional constatado durante 2021 deve permanecer para o próximo ano. A expectativa é que as exportações no setor cresçam 13% em 2022, ano em que o Brasil deve exportar até 1,25 milhões de toneladas de carne suína, segundo projeção divulgada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) na manhã desta quarta-feira (29).
As projeções para este ano também são positivas. Até dezembro, o País deve exportar até 1,15 milhões de toneladas - um crescimento de 12% em relação às 1,024 milhões de toneladas exportadas em 2020.
A produção também deve aumentar em 2022, atingindo até 4,85 milhões de toneladas , uma variação positiva de 4% em relação à expectativa de produção final para este ano, que está na casa das 4,7 milhões de toneladas. Este número é também um acréscimo na produção total de carne suína brasileira realizada em 2020 - que foi de 4,436 milhões de toneladas e este ano, portanto, está rescendo 6%
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO