Porto Alegre, quinta-feira, 03 de junho de 2021.
Corpus Christi. Dia Mundial do Administrador de Pessoal.
Porto Alegre,
quinta-feira, 03 de junho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Indústria

- Publicada em 19h50min, 03/06/2021.

JBS retoma produção no exterior após ataque cibernético

Ação afetou operações da empresa na América do Norte e na Austrália

Ação afetou operações da empresa na América do Norte e na Austrália


JEFF KOWALSKY/AFP/JC
A JBS retomou a produção nas suas plantas de processamento de carne na Austrália mais rapidamente do que o esperado, após as operações da empresa na América do Norte e Austrália terem sido alvo de um ataque cibernético no dia 30 de maio, disse o ministério de Agricultura australiano nesta quinta-feira (3). Na quarta, a companhia divulgou um comunicado no qual afirma que a maior parte das unidades de carne bovina nos Estados Unidos e na Austrália já está novamente operação.
A JBS retomou a produção nas suas plantas de processamento de carne na Austrália mais rapidamente do que o esperado, após as operações da empresa na América do Norte e Austrália terem sido alvo de um ataque cibernético no dia 30 de maio, disse o ministério de Agricultura australiano nesta quinta-feira (3). Na quarta, a companhia divulgou um comunicado no qual afirma que a maior parte das unidades de carne bovina nos Estados Unidos e na Austrália já está novamente operação.
A expectativa é de que a produção retorne à capacidade máxima no início da próxima semana, afirma o ministro da Agricultura australiano, David Littleproud, ressaltando, porém, que as indústrias localizadas ao norte do país podem ser mais lentas. Segundo ele, a velocidade na retomada das operações amenizou as preocupações de que o mercado australiano pudesse ver uma escassez do produto. O país exporta mais de dois terços de sua carne bovina para mercados como Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul.
Na terça-feira, o governo dos Estados Unidos confirmou que a JBS comunicou sobre a possibilidade de o ataque cibernético ter partido de uma organização baseada na Rússia. A Casa Branca informou nesta quarta-feira que o ataque à JBS será um dos assuntos que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, discutirá com o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, em um encontro presencial neste mês.
"O presidente Biden certamente pensa que o presidente Putin e o governo russo têm um papel a desempenhar para prevenir esses ataques", declarou a porta-voz Jen Psaki durante uma coletiva de imprensa.
A vice-secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, informou ontem que a empresa está recebendo assistência do governo americano. Em conversa com repórteres, a porta-voz explicou que a companhia foi alvo de uma ofensiva ransomware, em que os criminosos bloqueiam acesso ao sistema infectado e cobram uma espécie de resgate para a liberação.
Biden e Putin se reunirão presencialmente em 16 de junho. O encontro ocorrerá em Genebra, na Suíça.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário