Porto Alegre, domingo, 07 de fevereiro de 2021.
Dia do Gráfico.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 07 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Pecuária

- Publicada em 19h23min, 07/02/2021. Atualizada em 19h30min, 07/02/2021.

Exportações carne de frango têm retração de quase 10% em janeiro

Em receita queda foi ainda maior, com retração de quase18%

Em receita queda foi ainda maior, com retração de quase18%


FREDY VIEIRA/ARQUIVO/JC
As exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 291,6 mil toneladas no primeiro mês de 2021, de acordo com levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O volume total embarcado no período foi 9,9% menor em relação às 323,8 mil toneladas efetivadas em janeiro de 2020.
As exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 291,6 mil toneladas no primeiro mês de 2021, de acordo com levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O volume total embarcado no período foi 9,9% menor em relação às 323,8 mil toneladas efetivadas em janeiro de 2020.
O resultado das vendas de carne de frango em janeiro deste ano chegou a US$ 434,4 milhões, número 17,9% inferior ao efetivado no mesmo período do ano passado, com US$ 529,1 milhões. No caso das exportações totais de carne suína, o volume embarcado chegou a 63,1 mil toneladas, número 7,8% menor em relação ao mesmo período de 2020, com 68,5 mil toneladas. Em receita, o resultado das vendas do mês alcançou US$ 146,5 milhões, desempenho 10,7% menor em relação ao realizado em 2020, com US$ 164,1 milhões.
“Verificamos que houve compra antecipada de produtos pelos importadores da Ásia, que seguem o calendário chinês. Com a passagem do Ano Novo Chinês e o início de um novo ciclo de embarques, espera-se que os níveis das vendas para a região retomem os patamares praticados em 2020. O apoio brasileiro no suprimento de produtos a países prejudicados por crises sanitárias aninais também pode influenciar na elevação das exportações”, avalia Ricardo Santin, presidente da ABPA.
Comentários CORRIGIR TEXTO