Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

mercado financeiro

04/06/2018 - 15h14min. Alterada em 04/06 às 15h14min

Ouro fecha em baixa, em quadro de menor busca por segurança

O ouro fechou em queda nesta segunda-feira, após oscilar entre ganhos e baixas ao longo do pregão. O dólar em geral mais fraco apoiou o metal precioso, porém a menor busca por segurança prevaleceu.
O ouro fechou em queda nesta segunda-feira, após oscilar entre ganhos e baixas ao longo do pregão. O dólar em geral mais fraco apoiou o metal precioso, porém a menor busca por segurança prevaleceu.
O ouro para entrega em agosto recuou US$ 2 (0,15%), a US$ 1.297,30 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
O dólar em geral mais fraco apoia a compra do ouro, já que nesse caso o metal, cotado na moeda, torna-se mais barato para os detentores de outras divisas. Ainda assim, o quadro em geral foi de maior apetite por risco nos mercados internacionais, o que contrabalançou o movimento.
Na sexta-feira o ouro já havia fechado em queda, após o mercado de trabalho dos Estados Unidos mostrar sinais de força, no relatório mensal de empregos (payroll). Nesta segunda-feira, o contrato do metal oscilou perto da estabilidade, mas ainda fechou com mais baixas.