Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 27 de maio de 2018.
Dia Mundial dos Meios de Comunicação.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Prefeitura de Porto Alegre

Alterada em 27/05 às 18h58min

Prefeitura define ações para manutenção de serviços durante greve dos caminhoneiros

Na manhã deste domingo (27), a Prefeitura de Porto Alegre, em reunião do Gabinete de Crise, definiu ações para a manutenção de serviços públicos essenciais na Capital. A medida ocorre diante da greve dos caminhoneiros, que já dura sete dias no País. 
No transporte público, ficou definido que nesta segunda-feira (28) o serviço funcionará  normalmente nos horários de pico (dos primeiros horários às 8h30min e das 17h às 19h30min, com o restante sendo de hora em hora). O mesmo acontecendo com as lotações que estão autorizadas a transportarem passageiros em pé. Já os táxis voltam ao normal, não havendo o compartilhamento de corridas, que ocorreu no domingo.
Sobre a coleta do lixo, o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário informou que os veículos que fazem o recolhimento estão em condições de atender normalmente até quarta-feira (30). Quanto ao armazenamento, é possível utilizar a estação de transbordo da cidade por mais 12 dias, sem a necessidade de envio para a estação de coleta de Minas do Leão. Mesmo assim, há negociação para ser enviado ao município de São Leopoldo. A Cootravipa, que presta serviços terceirizados como capina e limpeza praças recebeu combustível para os veículos e equipamentos e irão atuar normalmente.
Na rede municipal de ensino, haverá aula normal nesta segunda-feira (28),  com acompanhamento da situação. O mesmo ocorrerá com as creches.
Já os hospitais de Porto Alegre deverão fazer um levantamento quanto aos estoques de remédios e insumos para teste de sangue. Uma parceria com o governo do Estado vai garantir o transporte de hemoderivados, insumos para diálise e outras situações de emergência.
Caso ocorra bloqueio em ruas da Capital, o prefeito Nelson Marchezan Júnior determinou que sejam aplicadas as sanções previstas na Lei Anti-Vandalismo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia