Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Partidos

Notícia da edição impressa de 17/05/2018. Alterada em 16/05 às 22h37min

Moro diz que polêmica por foto com Doria é 'bobagem'

O juiz Sérgio Moro minimizou, na manhã de ontem, as críticas que sofreu nas redes sociais por ter posado em uma foto ao lado de João Doria, ex-prefeito e pré-candidato tucano ao governo de São Paulo. A confraternização da dupla foi abordada pelo colunista Bernardo Mello Franco, que lembrou de quando o juiz admitiu ter se arrependido de ter sido fotografado ao lado de Aécio Neves (PSDB). O registro com Doria foi tirado na noite de terça-feira, quando Moro recebeu o prêmio de "Personalidade do Ano" da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, no Museu de Historia Natural em Nova Iorque. "São circunstâncias diferentes, estar em um evento social e tirar uma foto não significa nada, acho uma bobagem isso", disse ele, ao ser questionado sobre a foto.
Moro afirmou que recebeu o prêmio por entender que é um reconhecimento a todo o Judiciário. Ele disse que o prêmio também funciona como uma mensagem ao setor privado na luta contra a corrupção e para indicar que a democracia está funcionando. "Eu vim com dois objetivos: dar o recado de que, na minha opinião, a democracia brasileira está forte, as instituições brasileiras estão funcionando bem e por outro lado, como são eventos muito relacionados ao setor privado, a mensagem de que o setor privado tem uma grande responsabilidade em políticas anticorrupção."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia