Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Supremo Tribunal Federal

Notícia da edição impressa de 08/05/2018. Alterada em 07/05 às 22h48min

Barroso prorroga investigação contra Michel Temer

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ontem o pedido da defesa do presidente Michel Temer (PMDB) para arquivar as investigações que apuram suspeitas de irregularidades em torno do Decreto dos Portos. O ministro atendeu ao pedido da Polícia Federal e prorrogou a apuração por 60 dias.
A defesa de Michel Temer pediu o arquivamento do inquérito em janeiro, um dia depois de Temer responder por escrito às 50 perguntas formuladas pela Polícia Federal na investigação, que apura um possível favorecimento ao Grupo Rodrimar, do setor portuário de Santos. Os advogados do presidente alegam que a Rodrimar não foi favorecida, "não havendo, por consequência, ilícito de nenhuma espécie".
Em sua decisão, Barroso disse que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, posicionou-se contra o arquivamento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia