Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 06 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Imigração

Notícia da edição impressa de 07/05/2018. Alterada em 06/05 às 20h46min

Marinha da Espanha resgata 476 pessoas em travessia no Mediterrâneo

A Marinha espanhola informou ter resgatado do Mar Mediterrâneo, em dois dias, 476 imigrantes que tentavam a arriscada travessia vindos de países da costa africana. Segundo o serviço de resgate, eles foram salvos de 15 pequenos barcos entre sexta-feira e sábado. Não foram registradas vítimas. De acordo com as autoridades, o clima favorável no Estreito de Gibraltar parece ter incentivado as travessias marítimas.
Todo ano, milhares de pessoas tentam chegar à Espanha e a outros países do Sul da Europa cruzando o Mediterrâneo em barcos de contrabandistas. A maior parte dessas embarcações é inadequada para mar aberto e naufraga, provocando a morte de grande parte de seus ocupantes.
Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), neste ano, até o momento, 615 imigrantes morreram tentando cruzar o Mediterrâneo. Nos primeiros quatro meses de 2018, 22.439 pessoas conseguiram atingir a costa europeia, sendo que 4.409 aportaram na Espanha.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia